Website presença online

Por que é importante que pequenas e médias empresas tenham um website?

Segundo uma pesquisa recente sobre a presença das empresas brasileiras na internet, apenas 55% delas possuem um website — incluindo as pequenas, médias e grandes. Considerando que quase todos os consumidores hoje pesquisam por produtos ou marcas na internet, podemos concluir que este número é extremamente baixo.

Os países que têm maior implantação de páginas na web entre as suas empresas são os escandinavos, uma região situada ao norte da Europa. Na Suécia, 89% das empresas possuem um website, enquanto o número é de 88% na Dinamarca e de 87% na Finlândia. Como podemos constatar, é uma quantidade muito maior do que a nossa, o que mostra que ainda temos muito a evoluir neste sentido em nosso mercado interno.

Será que faltam motivos para o pequeno ou médio empresário criar um site próprio na internet aqui no Brasil? Neste texto, trataremos de abordar os principais motivos para a sua empresa criar um site o quanto antes.

Afinal, por que um site é assim tão importante?

O desenvolvimento da internet (e o aumento do seu uso pela população) têm um peso cada vez maior em nosso dia a dia. Aqui, examinamos as três principais razões pelas quais qualquer pequena empresa deve considerar a criação de um site e o estabelecimento de sua presença na internet.

Visibilidade para clientes e fornecedores

Cada vez mais pessoas estão usando a internet para pesquisar um determinado produto ou serviço. Mesmo nos ambientes mais próximos, existe uma porcentagem cada vez maior da população que usa seu computador ou celular para encontrar o encanador, a oficina mecânica ou a academia mais valorizada nas proximidades.

Fortalecimento da marca e reputação online

Mesmo em pequenos negócios, como bares de bairro ou mercearias locais, em que pode não haver comunicação direta com os clientes por e-mail, se você trabalhar com fornecedores ou distribuidores, ter um site adequado ao nosso negócio também ajudará a consolidar essa imagem de confiança na empresa.

Gerar uma boa reputação, ter uma recomendação ativa dos produtos e oferecer serviços pela web pode ser a chave que permite posicionar seu negócio acima do restante da concorrência, mesmo nos ambientes e tipos de negócios mais fechados e limitados.

Como começar a presença online da sua empresa?

Uma das primeiras coisas a fazer é decidir qual tipo de presença digital sua empresa terá. Ou seja, em quais canais ou mídias ela estará presente? Dependendo de quais são seus objetivos, você terá que escolher uma forma ou outra de se comunicar com seu público. Obviamente, para tomar essa decisão você deve avaliar quais são as mídias mais utilizadas pelo seu público-alvo.

Não é a mesma coisa (i) você ter uma presença online para gerar confiança e (ii) atingir potenciais clientes localizados. Nem será a mesma coisa se dirigir para um público mais velho ou para os millenials. Cada intenção e cada público tem um tipo de mídia mais eficiente. Portanto, a seleção da mídia que você vai usar na internet vai depender de quem você deseja alcançar e para qual finalidade.

web site, pequenas empresas presença online

Defina como sua presença digital irá afetar seu negócio no mundo real

Se tivermos clareza sobre o porquê de queremos estar presentes na internet — e para que vamos usar o meio online — já estamos mais perto de poder definir o que precisamos para atingir nosso objetivo. Dependendo dos nossos objetivos, podemos escolher algumas ferramentas ou outras, bem como posteriormente definir as ações que iremos realizar em cada uma das nossas plataformas.

Não estamos falando de criar um e-commerce para comercializar seus produtos ou serviços online, mas sim do valor da internet como complemento de sua estratégia offline. Portanto, você precisa de uma estratégia online para ajudá-lo a atingir seus objetivos. Para delinear essa estratégia, você terá que se fazer uma série de perguntas:

➤ O que você vende? Como e por quê? Quais são as maiores dificuldades que você enfrenta para vender? Quais são seus pontos fortes ou ameaças externas? Quais podem ser suas oportunidades? Basicamente o que fazemos aqui é uma análise SWOT, ou PFOA em português (Potencialidades, Fraquezas, Oportunidades e Ameaças).

➤ Quem são seus concorrentes? O que eles fazem? Onde estão localizados? Que tipo de clientes eles têm? Essas perguntas sobre sua concorrência são importantíssimas, principalmente se estivermos falando de um mercado consolidado e bastante aquecido.

Pergunte-se quem é o seu público-alvo, onde eles estão, o que gostam, como encontrá-los, como você pode ajudá-los, para que eles precisam de seus produtos ou serviços. Quais formas de pagamento usam? Usam bitcoins ou outras criptomoedas? Uma vez que você tenha respondido a todos estes questionamentos, fica fácil traçar uma estratégia sólida e consistente.

Cuide do visual da sua página na internet

Uma vez escolhida a plataforma e o meio mais adequado, o design do site é como a decoração do seu estabelecimento. Se você escolheu um imóvel para o seu negócio físico, o visual deve ser semelhante na web.

Caso você decida mesmo ter um site na web, algumas coisas básicas nas quais você precisa pensar são no domínio, na site de hospedagem e na parte do design. Você poderá escolher entre hospedagem VPS, PHP e WordPress, entre outras modalidades. Isso dependerá totalmente do tipo de site que você almeja criar.

Claro, a impressão que você pode passar a seus clientes em potencial pode ser melhor ou pior, o que depende quase que totalmente da parte do webdesign e do visual da página como um todo. O mesmo acontece com a experiência que você deseja que seus clientes vivam. Este site pode ser o primeiro contato com seu negócio e você deve transmitir seus valores, seus diferenciais e conectar-se emocionalmente com seu público para despertar sua atenção e interesse.

Tenha em mente que sua presença online é o seu cartão de visita — e em muitos casos é sua empresa por completo. Portanto, você deve avaliar se usará plataformas de criação de sites gratuitas que se posicionam mal, sem domínio próprio ou cheias de publicidade, ou se terá algo mais profissional. Tudo é uma questão de saber o quanto aquela página e o profissionalismo que ela inspira aos usuários são importantes ou não para sua empresa.