Por que nós sentimos sono depois do sexo?

Pouco tempo atrás, falamos de um estudo aqui no EL HOMBRE defendendo que a conchinha pós-sexo é tão importante quanto a preliminar.

Depois da transa, o nosso corpo fica inundado de ocitocina — o chamado “hormônio do amor” — gerando afeição entre o casal.

Esse chamego inclusive aumenta a satisfação sexual das mulheres com seus parceiros, segundo a pesquisa.

Acontece que depois do orgasmo, outro hormônio menos romântico também é liberado no corpo dos homens: prolactina, que reduz os níveis de testosterona no organismo e causa sonolência.

Por isso os homens sentem sono após a transa. É uma questão fisiológica.

Só que aí pinta um dilema. De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Michigan, que envolveu 456 participantes, quando um dos parceiros dorme logo depois do sexo, é natural que o outro entre num estado de carência.

E, sim, essa regra também vale para os rapazes, caso a sua parceira adormeça antes dele.

A pesquisa apontou que a satisfação sexual não é atingida somente com o ato em si, e que o comportamento do pós-sexo também é importante.

Se você quer fortalecer a sua relação, portanto, é preferível que não durma logo depois de transar.

Faça um esforço para chamegar sua parceira por alguns instantes. Nem precisa ser tanto tempo assim. Segundo a pesquisa, 6 minutos são suficientes para fazê-la se sentir valorizada.

Aí sim, depois disso, você pode se entregar ao glorioso sono que o seu corpo está requisitando, sem culpa por estar sendo indelicado com ela.

VÍDEOS EM DESTAQUE: