Rei da procrastinação? 5 dicas para você se livrar desse título

É difícil mensurar o tempo que perdemos enrolando para concluir tarefas do dia a dia. O nosso cérebro insiste em nos levar a outras atividades, momentos ou preocupações para que os problemas mais complexos fiquem para depois.

A ciência explica: procuramos prazeres instantâneos para deixar de lado aquilo que é prioridade. Você abre o Instagram, assiste a um vídeo no YouTube, toma banho ou decide que é hora de mandar mensagem para alguém. Enfim, cada um arruma sua desculpa.

Para acabar com este problema, separamos algumas dicas importantes que podem te ajudar a ser menos procrastinador.

Aplicativos para regular o tempo nas redes sociais

Há alguns aplicativos que contabilizam as horas que você passa no celular ou em redes sociais, como o Menthal, Forest e Freedom. Em alguns, você determina o tempo que quer gastar usando o celular, e o app envia uma notificação quando o período é estourado.

A ideia é te ajudar a identificar quantas horas você gasta olhando a telinha para te fazer refletir sobre a quantidade de coisas que poderiam ter sido concluídas naquele espaço de tempo.

No início, é difícil. A vontade latente é de resistir às notificações do app ou de apagá-lo de vez do celular. Mas, com o tempo, esses aplicativos passam a te dar mais controle sobre sua rotina. 

Outra sugestão é colocar o aparelho em modo avião ou no silencioso enquanto você realiza suas tarefas principais. Isso evita o barulho das notificações e controla o impulso constante de conferir o que está acontecendo nas redes sociais.

Ferramentas para ser mais produtivo na carreira

Visualizar as tarefas a serem executadas e prever uma média de tempo que gastaremos com cada uma delas é um passo super importante. Se você é das antigas e curte papel, experimente organizar as tarefas da semana em um planner ou agenda. Se prefere a tecnologia, procure uma plataforma online.

O uso de uma agenda dará a dimensão das atividades dos próximos dias e facilitará a programação do tempo destinado ao lazer e às obrigações.

A organização é uma forte aliada no momento dos estudos também. Caso você esteja fazendo um curso a distância ou iniciando uma pós-graduação, por exemplo, é imprescindível que você tenha disciplina para conciliar as aulas, os projetos e o trabalho. 

Além da vertente acadêmica, esta característica é procurada por recrutadores em diversas empresas. Portanto, se você é um estudante ou se identificou com esta parte, este texto sobre procrastinação pode ser um guia perfeito. 

Mas, se por acaso você estiver enrolando para decidir seu futuro e ainda não sabe o que quer fazer da vida, este teste vocacional pode ser uma boa.

Fazer as tarefas mais complicadas primeiro (por mais difícil que isso pareça ser)

O nosso cérebro tende a permanecer na zona de conforto e, por isso, muitas vezes escolhemos afazeres menos relevantes para resolver primeiro ou enrolamos com mil abas no computador. Essa fuga nos traz pequenas sensações de recompensa e prazer, adiando a tensão que sabemos que iremos sentir ao resolver um problemão. 

Esse adiamento aumenta a nossa ansiedade, nos deixa preocupados por mais tempo e não resolve os nossos problemas. Ou seja, se aquele job chato precisa ser feito, resolva-o primeiro e livre sua mente dessa preocupação. Isso te fará sofrer por menos tempo e produzirá uma sensação de recompensa muito maior.

Praticar meditação e exercícios físicos

Como estamos cheios de informações, gatilhos e distrações, a nossa mente fica vagando entre inúmeros pensamentos. A prática de meditação ou mindfulness é uma saída para os momentos de ansiedade e funciona como um método para melhorar o nosso foco e concentração. 

Se você está com dificuldades para realizar um trabalho ou não consegue dormir, faça exercícios de respiração por 10 a 15 minutos. Há alguns canais do YouTube que oferecem conteúdos de meditação para iniciantes.

Reserve algumas horas da sua semana para praticar exercícios físicos. Colocar o corpo para funcionar regula nossos hormônios e nos deixa mais focados para as tarefas do dia a dia.

Pedir feedback aos seus amigos e colegas de trabalho

Já experimentou pedir para seus colegas e amigos falarem como eles te percebem? Quais são seus pontos positivos, negativos, o que você faz de melhor ou o que você poderia fazer para melhorar seus hábitos.

Essa experiência fará você descobrir características que nem imaginava ter. Uma conversa sincera pode ajudar a mapear traços de personalidade e esta visão geral te auxiliará na sua nova tarefa de se tornar menos procrastinador. Mas não vale procrastinar isso, certo?

VÍDEO EM DESTAQUE:

Texto oferecido por Quero Bolsa