Quando falamos em potência, geralmente falamos em consumo elevado, correto? Pois bem, essa máxima havia se mantido verdadeira até alguns anos atrás, quando a alta tecnologia aterrissou no território da engenharia automotiva.

A era de ouro dos MOPAR (os muscle car gargantões americanos) quando ninguém pensava em escassez de combustível acabou e, em seu lugar, estabeleceu uma nova palavra de ordem: economia. A crise mundial do petróleo deflagrou a busca por energias alternativas e por tecnologias que possibilitassem o uso mais eficiente dos recursos.

O mundo dos carros esporte foi obviamente sacudido por esta nova diretriz e entendeu que precisava se mexer rápido, por questões de pura sobrevivência. Assim começava, então, a corrida para se conceber o melhor – e também mais eficiente – automóvel possível, que conseguisse unir potência e economia em um só produto. Exclua dessa categoria os supercarros que, salvo algumas raras exceções, não foram feitos para se preocupar com esta questão. Enquadram-se na nova ideologia modelos esportivos mais comuns que buscam a famosa fórmula mágica do “mais por menos”.

Eis aqui 10 exemplos que surpreendem quando o assunto é a relação potência versus consumo:

10# Nissan 370Z

nissan-370z-el-hombre

Conhecido lá fora como Nissan Fairlady, o 370Z possui uma legião de devotados fãs mundo afora. Seu motor V6 3.7 gera honestos 332 cavalos de potência que levam o bólido de 0 a 100 km/h em 5,2 segundos. Nada mal para um motor aspirado. E pensar que este “foguetinho” japonês consegue fazer tudo isso consumindo apenas 8,1 km/l na cidade e 11,1 km/l na estrada. Praticamente o mesmo consumo que um Toyota Corolla que tem 140 cavalos.

9# Infiniti G37

inifinty-g37-el-hombre

A Infiniti, divisão de luxo da Nissan, utiliza o mesmo motor do 370Z (citado acima) neste modelo. Ele é como o irmão mais velho e mais rico do “Z”, cheio de requinte, mas com as mesmas características. Mesmo usando transmissão automática de 7 velocidades, 2 cavalos a menos de potência e (muito) mais peso, essa máquina consegue a façanha de manter praticamente os mesmos números de consumo do irmão menor: 8,1 km/l na cidade e 11.5 km/l na estrada.

8# Porsche Boxster

porsche-boxter-el-hombre

Todo mundo conhece bem a história de luxo e potência que o DNA desta marca carrega. O que muita gente não sabe é que alguns deles, como o Boxster, consegue fazer a incrível média de 9,4 km/l na cidade e 13,6 km/l na estrada. E olha que ele usa um motor 2.9 de 255 HP que o faz disparar de 0 a 100 km/h em 5,4 segundos. E se você optar pelo modelo mais “nervoso” (O Boxster S), o tempo cai para 4,7 segundos, mas o consumo aumenta: 8,9 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada.

7# Porsche Cayman R

porsche-cayman-el-hombre

Ainda falando sobre Porsches, encaremos agora o Cayman. Quem vê aquela imponente máquina desfilando pelas ruas não imagina que por trás do motorzão V6 3.4 de 330 cavalos existe um frugal consumidor de combustível, que entrega toda sua potência batendo médias de 8,5 km/l na cidade e 12,3 km/l na estrada. Médias melhores do que sedans médios populares.

6# Mercedes-Benz SLK250

Mercedes-Benz-SLK250-el-hombre

A Mercedes sempre ocupou um lugar de vanguarda no quesito tecnologia. Prova disso é este modelo. O antigo motor V6 foi substituído por um moderno propulsor de 4 cilindros 1.8 de 201 HP turbo-alimentado que entrega médias de 9,8 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada. De acordo com a fábrica, é o verdadeiro estado da arte. Ah, e ele também pode vir conversível!

5# Lotus Elise

lotus-elise-el-hombre

O Elise é um dos modelos mais surpreendentes dessa lista. Além de bonito ele é também extremamente eficiente. À primeira vista, não imaginamos um carro esporte equipado com um motor 1.6 de 134 cavalos. Mas eficiência não necessariamente requer rios de potência. Incrivelmente leve e dono de uma aerodinâmica impecável, o Elise é capaz de disparar de 0 a 100 km/l em meros 6 segundos. Em outras palavras, ele é muito rápido. E observem bem essas médias de consumo: 14,5 km/l na cidade e 23,8 km/l na estrada. Mais econômico do que um VW Fox Bluemotion.

4# Hyundai Genesis Coupe

hyundai-genesis-el-hombre

Quando pensamos em carros esporte, a marca coreana não é a primeira que nos vêm à cabeça. Mas ela tem poucos – e bons – representantes na área. Um deles é o Genesis. Equipado com um propulsor V6 3.8 de 348 HP capaz de levar o carro de 0 km/h a 100 km/h em 5,2 segundos, ele consegue entregar médias de 7,7 km/l na cidade e 11,9 km/l na estrada. Bem razoável, se considerarmos a potência dele. Ainda existe uma outra opção de motorização, menos potente porém mais econômica,  que tem 274 HP e faz 8,5 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada.

3# Audi TT

audi-tt-el-hombre

O coupé esportivo da Audi anda meio esquecido ultimamente em meio a tantas novidades, mas continua chamando muita atenção por onde passa. Com o visual sempre moderno, o pequenino roadster tem um motor turbo-alimentado de 4 cilindros 2.0 com 211 cavalos de potência que consegue propiciar muita diversão a um custo aceitável: ele crava 8,5 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada. E ainda vai de 0 km/h a 100 km/h em 5,3 segundos.

2# Scion FR-S

Scion-FR-S-el-hombre

O Scion é o modelo mais exótico da nossa lista. Futurista tanto no desenho quando em tecnologia embarcada, ele vem equipado com um motor 2.0 de 4 cilindros que gera 200 HP – com opções de transmissão manual ou automática. Ele entra nesta lista porque é eficiente em muitos sentidos. Entrega inúmeros itens de conforto, dirigibilidade excelente, suspensão inteligente e ótimas médias de consumo – 9,4 km/l na cidade e 12,8 km/l na estrada – pelo menor preço. Muitos especialistas apontam o Scion como sendo o caminho do futuro para os carros esporte.

1# Ford Mustang

ford-mustang-el-hombre

Essa é para você que achava que para ser um Pony Car (estilo de carro esportivo americano compacto e acessível) é necessário ser gastador. Pois bem, pode começar a rever seus conceitos. O novo Mustang 2015 consegue a proeza de compactar 305 cavalos de potência em um motor V6 capaz de fazer médias de 8,5 km/l na cidade e 13,2 km/l na estrada. Com esses números ele ainda consegue levar você de 0 km/h a 100 km/h em 5,8 segundos. É a tradição aderindo à tecnologia, mostrando que é possível juntar músculos com inteligência.

#Menção honrosa: Chrysler 300

chrysler-300-el-hombre

A menção honrosa desse post vai para este puro sangue americano que não se enquadra na categoria de carros esporte, mas que esbanja tecnologia quando o caso é consumo. O 300 é equipado com um moderníssimo proupulsor HEMI V8 6.4 de 470 HP dotado de uma tecnologia chamada “Interactive deceleration fuel shut off”, também conhecida como iDFSO.

Ela consiste em literalmente “desligar” metade do motor quando não for necessário. Ou seja, quando o caso for apenas rodar suave no dia-a-dia da cidade, utiliza-se apenas 4 dos 8 cilindros disponíveis. E basta uma pisada mais forte no acelerador para que o sistema entenda que está na hora de soltar a fera de dentro do capô e liberar todos os quase 500 cavalos à sua disposição.

Isso se traduz em uma queda realmente drástica no consumo, fazendo com que esse carrão gigante obtenha médias inacreditáveis: 14 km/l na cidade e 23 km/l na estrada.

Ainda temos um longo caminho a percorrer quando o assunto é energia alternativa. Muitas tecnologias têm ganho força, como os carros elétricos e híbridos, e algumas tem surgido no horizonte como grandes promessas. O fato é que temos avançado a passos largos e, muito embora ainda estejamos longe dos “carros voadores” com os quais sonhávamos nos anos 60, podemos dizer que já estamos vivendo na era da transformação.