5 lições de vida com Sócrates

Segundo o filósofo britânico Bertrand Russell, Sócrates foi, juntamente com Buda, um dos seres humanos mais sábios e virtuosos de todos os tempos.

E, de fato, a sua importância é tão saliente que o seu nome serve de linha divisória na história da filosofia: os filósofos que o antecederam são conhecidos como pré-socráticos, e aqueles que o seguiram como socráticos.

Sócrates alterou a história da filosofia ao oferecer à mesma um caráter prático e ético, concentra-se em abordar maneiras através das quais podemos aprimorar as nossas vidas e nos tornar mais felizes e satisfeitos.

Nas palavras de Cícero, o grande filósofo romano, “foi Sócrates quem primeiro fez descer a verdadeira filosofia do céu, para a introduzir não somente nas cidades mas também nas casas, levando toda a gente a discorrer acerca do que pode servir para regular a vida, para constituir os costumes e para distinguir entre o que é o bem e o que é o mal”.

Como bem sabemos, as ideias da maior parte dos grandes homens da humanidade nunca foram escritas pelos mesmos. Sócrates não é exceção: não tendo escrito uma só linha, ele passou para a posteridade graças a um de seus mais fervorosos seguidores, Platão.

Em numerosos diálogos, entre os quais o mais famoso consiste em A República, Platão exibe de maneira articulada os pensamentos de seu mestre. 

E é com base nesses diálogos que listamos alguns dos ensinamentos socráticos que mais capacidade possuem de auxiliar-nos em nossas vidas cotidianas.

1# AUTOCONHECIMENTO É TUDO

“A chave da vida e da atividade de Sócrates encontra-se no lema: conhece-te a ti mesmo“, afirma o estudioso Jean-Jacques Chevallier.

Os nossos defeitos não nos distorcem nem nos prejudicam. O problema é nos recusarmos a nos aceitarmos como seres humanos imperfeitos. Se conhecermos todos os aspectos de nossas personalidades, tanto os bons quanto os maus, aprenderemos a lidar melhor com cada um deles.

Conheça cada uma de suas más características, e aprenda a se livrar delas ou a viver com elas, procurando causar o mínimo de pesar a si mesmo e aos outros. Ao mesmo tempo, é necessário respeitarmos a nós mesmos e, tornando-nos conscientes e virtuosos, seguirmos um caminho equilibrado.

Durante a sua jornada filosófica, Sócrates jamais deixou de incutir em seus discípulos a necessidade de cumprirmos o nosso dever para com a nossa pessoa, e não para com os deuses, a lei ou quaisquer outras autoridades.

2# DUVIDE DE TUDO (ATÉ DE SI MESMO)

Sócrates estabeleceu o método de procurar a verdade através do questionamento. Isto é, tudo deve ser colocado à prova. Respostas taxativas e inflexíveis não são razoáveis.

“Ídolo de todos os pensadores relevantes que vieram depois dele pelos séculos afora”, diz Paulo Nogueira em seu texto sobre o assunto aqui no El Hombre, “Sócrates pronunciou a maior frase contra a arrogância da história da humanidade”. E qual a frase? 

“Só sei que nada sei”.

Diz-se que quando o Oráculo de Delfos declarou que Sócrates era o mais sábio entre os homens, ele declarou que aquilo significava meramente que ele era o único que estava ciente do fato de que não sabia absolutamente nada.

3# NÃO DEPENDA DE NADA E DE NINGUÉM

Simone de Beauvoir disse certa vez que poucos erros recebem um castigo mais severo do que o seguinte: colocar-se inteiramente nas mãos de outra pessoa, fazendo com que a sua felicidade e o seu bem-estar dependam desta. Essa frase pode até parecer lugar-comum, mas admita: você nunca cometeu esse erro?

Conhecendo bem a natureza humana e a nossa tendência a alimentarmos expectativas e a dependermos de outras pessoas ou de bens materiais, Sócrates diz: “Parece-me tomar a via mais segura para ser feliz aquele que busca encontrar em seu próprio âmago tudo o que pode deixá-lo contente, sem depender da sorte nem do capricho do outro. Aquele que assim age é moderado; é corajoso; é sábio”.

Do mesmo modo, é importante não nos deixarmos perturbar por bens materiais. Para Sócrates, o segredo está em desfrutar deles se os temos e abstermo-nos deles sem sofrimento se os perdemos.

4# NÃO SE ALHEIE À POLÍTICA E À SOCIEDADE

Para Sócrates, a vida útil e excelente é inseparável da sociedade. É em meio a esta que devemos florescer, deixando de lado o individualismo e o egoísmo. 

É necessário darmos o nosso melhor para que a sociedade em que vivemos se torne cada dia mais igualitária, mais inteligente e mais ética. Isolarmo-nos do mundo não é uma boa opção, e nos adequarmos a este apenas para tirarmos proveitos dos outros é ainda pior.

5# DÊ SEMPRE O SEU MELHOR

Para Sócrates, é necessário que, tanto nos negócios particulares como nos públicos, nós nos esforcemos para que impere a justiça e a temperança, não permitindo que os nossos apetites fiquem desenfreados.

Portanto, esforce-se sempre não só para parecer ser bom, mas para de fato sê-lo, em sua vida pública e em sua vida particular. É necessário que nossos recursos e talentos sejam empregados a serviço da justiça.

Em suas palavras: “Não dou nenhuma importância às honrarias que a maioria praza; ao empenhar-me na busca da verdade, procurei tornar-me a melhor pessoa possível enquanto viver e assim também morrer, quando chegar a minha hora”.

VÍDEO EM DESTAQUE