5 livros para quem quer começar a ler como hábito

Quando queremos adquirir um novo hábito, seja ele qual for, precisamos nos esforçar. Essa regra vale especialmente para os livros. Já falamos muito aqui no El Hombre sobre os benefícios de ler com regularidade. Você expande seu conhecimento, melhora suas habilidades de comunicação e desenvolve a criatividade, entre outras coisas.

Mas no mundo acelerado em que vivemos, muitas pessoas têm dificuldade em consumir literatura, devido à concentração que isso requer. Se você quer iniciar essa jornada — e está com dificuldades — o segredo é encontrar um livro capaz de abrir as portas da leitura para você. No texto de hoje, reunimos 5 sugestões capaz de ajudá-lo:

1# MORTE NO NILO (AGATHA CHRISTIE)

Os livros da romancista policial inglesa Agatha Christie, conhecida como “a rainha do crime”, são ótimos para pegar o gosto pela leitura, porque são curtos, diretos e engenhosos. Seu personagem mais famoso é o detetive belga Hercule Poirot, que nos últimos tempos protagonizou o filme Assassinato no Expresso do Oriente.

Você gosta de mistérios? Se a resposta for positiva, não deixe de conferir essa autora, que é inigualável nesse gênero. Sugerimos que você comece por um de seus maiores e mais instigantes clássico: Morte no Nilo, que gira em torno da investigação do assassinato de uma jovem herdeira recém-casada em meio a um cruzeiro pelo Egito.

2# A VIDA COMO ELA É (NELSON RODRIGUES)

Ler Nelson Rodrigues é sempre um prazer. Por mais polêmico que ele seja, é impossível negar que o seu estilo é altamente original e que o seu talento para a escrita é inigualável. Além de ter atuado durante muitas décadas como jornalista, Nelson Rodrigues destacou-se pelas peças de teatro, contos e romances que escreveu ao longo de sua vida.

Aconselhamos começar com a célebre coletânea de contos A Vida como Ela É, formada por textos curtos que exibem o que há de melhor no estilo irônico e mordaz do autor. Abra o livro ao acaso, leia um conto qualquer e divirta-se.

3# O GRANDE GATSBY (F.S. FITZGERALD)

Fitzgerald retratou como ninguém a elite americana da Era do Jazz, que ocorreu durante os anos 1920. Sendo o romance mais famoso do escritor, O Grande Gatsby foi adaptado para o cinema e para a televisão numerosas vezes, a mais recente com Leonardo DiCaprio no papel principal.

No romance, o elegante e misterioso Gatsby oferece em sua mansão festas suntuosas. Em uma destas, tenta se aproximar do narrador, Nick Carraway, a fim de estabelecer alguma relação de amizade com este e levá-lo a promover seu reencontro com a prima de Nick – Daisy Buchanan, uma socialite descuidada e volúvel, o seu primeiro amor, agora casada.

Um dos grandes clássicos da literatura, trata-se de um livro curto e delicioso de ler, tendo a linguagem elegante e refinada que marca o estilo único de Fitzgerald.

4# CONTOS (ANTON TCHÉKHOV)

O russo Anton Tchékhov foi um dos mais maiores contistas da literatura mundial. Assim como Nelson Rodrigues, Tchékhov aventurou-se em diversos gênerosmas foi no conto que encontrou mais destaque. Para entrar em contato com a obra de Tchékhov, que descreveu como poucos a vida russa em seu período histórico, adquira uma de suas coletâneas.

5# AS MELHORES CRÔNICAS (RUBEM BRAGA)

As crônicas são ainda mais fáceis de ler do que os contos. Assim sendo, começar com elas é a melhor opção para aqueles que ainda se sentem desconfortáveis com a literatura. Embora as crônicas aparentem tratar de temas cotidianos e leves, elas podem abrir o caminho para uma reflexão mais profunda. Rubem Braga é um dos grandes mestres desse gênero literário – por isso sugerimos que comece com ele. Você não se arrependerá.

VÍDEO EM DESTAQUE