Aprenda a dizer “não”

Uma pesquisa realizada pela Universidade da Califórnia demonstrou que as pessoas que possuem muita dificuldade em dizer “não” são as mais passíveis de sofrer de estresse, ansiedade e depressão.

Aceitar todos os convites que recebemos, ou nos engajar em qualquer projeto aos quais formos convidados, é um grande erro.

Chateaubriand, o grande dramaturgo francês, afirmou em suas memórias que, tendo um profundo horror de discussões, “teria concordado em tornar-me escravo por um século, se isso me poupasse de meio segundo de confronto”.

Piadas à parte, isso é algo bastante negativo. Quando concordamos com algo apenas pelo fato de sentirmos receio de um possível confronto, estamos colocando em risco nosso tempo, energia e até mesmo finanças.

A fim de preservar a sua sanidade mental e aumentar sua produtividade, é importante que você aprenda a dizer “não”.

VOCÊ ESTARÁ NO COMANDO DA SUA VIDA

“A habilidade de fazer uma recusa reflete que estamos no comando de nossas vidas”, diz Vanessa Patrick, professora da Universidade de Houston. “Ela nos dá um certo senso de empoderamento“.

Muitas vezes, espera-se que, a fim de nos darmos bem na vida, aceitemos toda e qualquer oportunidade que cruze o nosso caminho. Mas, na verdade, a capacidade de selecionar a oportunidade que queremos é ainda mais importante.

Embora muitas vezes tenhamos dificuldade para recusar alguma coisa porque tememos desperdiçar uma oportunidade, devemos nos lembrar que estamos também abrindo um espaço para uma nova oportunidade.

Em determinados casos, dizer “não” permitirá que você seja fiel à sua própria pessoa, às suas convicções e às suas prioridades.

COMO DIZER “NÃO” COM DELICADEZA

“Lembre-se que um favor é duplamente valioso se concedido com delicadeza, e que a dor de uma recusa pode ser suavizada quando a mesma é decretada com amabilidade“, disse a escritora americana Florence Hartley.

Para dizer “não” com gentileza, siga os seguintes conselhos:

1# Aja de maneira respeitosa
2# Seja sincero
3# Seja direto e não perca tempo com explicações demasiadamente longas
4# Não reclame mais tarde

VÍDEO EM DESTAQUE