fbpx
sexta-feira, julho 12, 2024
InícioModa masculinaEstiloAs 15 marcas de relógio mais desejadas do mundo

As 15 marcas de relógio mais desejadas do mundo

Foi-se o tempo em que os homens precisavam do relógio para ver as horas. Todo mundo usa o celular para isso hoje em dia. Só que mais do que uma simples ferramenta de marcar as horas, o relógio são peças atemporais de estilo e elegância, que há décadas elevam o visual de homens do mundo todo. Mas quais são, afinal, as marcas de relógio mais desejadas do mundo?

Pesquisando sobre o tema, topei com um levantamento chamado World Watch Report, o maior da área, que analisou informações de 1500 modelos das 62 principais marcas para dar um panorama completo sobre a indústria relojoeira. Um dos parâmetros que eles mediram? Quais eram as 15 marcas de relógio mais desejadas pelas pessoas. Eis o ranking ao qual o World Watch Report chegou:

15# Jaeger-LeCoultre

Abrindo a lista temos a suíça Jaeger-LeCoultre, fundada em 1833, um grande símbolo da elegância masculina. Você consegue comprar seus relógios mais básicos a partir de uns US$ 4 mil, mas há modelos que chegam aos 5 ou 6 dígitos, como o Master Grande Tradition Grande Complication de US$ 372 mil.

14# Audemars Piguet

A Audemars Piguet, nascida na Suíça em 1875, oferece alguns dos relógios mais complexos, belos — e caros — do mundo. Seus clientes precisam desembolsar na casa de US$ 10 mil para comprar os modelos de entrada. Depois? O céu é o limite. O Royal Oak Tourbillon Chronograph, por exemplo, custa US$ 270 mil.

13# Vacheron Constantin

Há várias marcas de relógio seculares nesta lista, mas nenhum é mais antiga do que a suíça Vacheron Constantin, de 1755, usada por muitos monarcas e presidentes desde sua criação. Quer entrar neste seleto grupo? Prepare-se para gastar de US$ 11 mil até milhões. O Les Cabinotiers é vendido a US$ 631 mil.

12# Chanel

Fundada na França, em 1909, a Chanel entrou nesta lista pelo tremendo sucesso que faz com o público feminino.

11# Panerai

Quase todas marcas dessa lista nasceram na Suíça, como você já deve ter reparado. A Panerai, criada na Itália em 1860, é uma das exceções. Vários de seus relógios custam entre US$ 4 mil e US$ 20 mil. Porém há modelos especiais mais caros, como Luminor 1950 Tourbillon GMT, de US$ 110 mil.

10# Hublot

A Hublot tem uma história meteórica. Enquanto quase todas as marcas de relógio desta lista são centenárias, ela foi fundada na Suíça em 1980 — ou seja, há menos de 40 anos — mas rapidamente se consolidou como uma grande relojoaria mundial. Há diversos modelos lindos entre US$ 4 e US$ 10 mil, mas a oferta também é grande para quem deseja ir além disso. É o caso do Big Bang Tourbillon Power Reserve de US$ 80  mil.

9# Rado

Eis a opção mais em conta do ranking. Prestes a completar 100 anos de vida, a Rado foi fundada na Suíça em 1917 e apesar de não ser muito conhecida no Brasil, faz sucesso na Ásia e Oriente Médio. Sua coleção é focada na faixa de US$ 1 mil a US$ 5 mil, com o best-seller Centrix Automatic Open Heart saindo a US$ 2,1 mil.

8# IWC

Enquanto a maioria das relojoarias suíças fica na região oeste do país, onde se fala francês, a IWC é a única grande do leste — e tem o alemão como língua oficial da empresa. Não espere gastar menos de US$ 3 mil num relógio da marca, que nasceu em 1868. Se você estiver com dinheiro sobrando, o Portugieser Tourbillon Mystère Rétrograde custa US$ 84 mil.

7# Longines

Conhecida por seus relógios de aviador, a Longines foi fundada na Suíça em 1832. Eles têm o logo mais antigo de todas as relojoarias, que traz um relógio alado. A Longines é muito procurada por seu custo benefício, pois tem vários modelos ótimos entre US$ 1 mil e US$ 8 mil, preço do Master Collection.

6# Patek Philippe

A Patek Philippe é considerada por muitos a relojoaria mais sofisticada do planeta. Ela nasceu na Suíça, em 1851, e sempre foi uma escolha popular entre a nobreza europeia. Pelo menos uns US$ 15 mil você deve estar disposto a investir num relógio da casa. Modelos acima dos US$ 100 mil são vários, como o Minute Repeater Tourbillion de US$ 720 mil. O relógio mais caro já vendido na história, em leilão, é deles: o The Henry Graves Supercomplication, por US$ 24 milhões.

5# Breitling

Abrindo o Top 5 temos a suíça Breitling, de 1884, inventora do cronômetro moderno e muito popular entre os aviadores. Ter um Breitling no pulso custa pelo menos uns US$ 3 mil e avança até US$ 40 mil ou mais. O Breitling Mark VI Complications 29 é vendido por US$ 82 mil.

4# Cartier

Famosa por seus relógios e joias, a francesa Cartier estreou em 1847, e teve sempre uma relação bem próxima com a realeza britânica e mundial. Alguns relógios mais simples da Cartier custam a partir de US$ 5 mil, mas a maior parte do catálogo é de US$ 20 mil para cima. Caso do Rotonde de Cartier Mysterious Double Tourbillon, avaliado em US$ 157 mil.

3# Tag Heuer

O bronze do ranking ficou com a suíça TAG Heuer, fundada em 1860. A marca é conhecida pela precisão dos cronômetros e possui um vínculo forte com a Fórmula 1 — tanto que Senna usava um de seus relógios. A maior parte de sua linha é entre US$ 1,5 mil e US$ 6 mil, com certos modelos especiais chegando a territórios elevados tipo os US$ 50 mil do Carrera Mikrograph Watch.

2# Omega

É a escolha de James Bond; cronometra as Olimpíadas desde 1932; e foi o primeiro relógio usada na lua. Precisa dizer mais? Eis as credenciais da Omega, criada na Suíça em 1903. Boa parte de seus relógios varia entre US$ 3 mil e US$ 8 mil — preço do Seamaster Aqua Terra 150M James Bond que 007 usou em seu filme mais recente. Mas há diversos modelos que vão bastante além disso.

1# Rolex

Sem surpresas no primeiro colocado, certo? A Rolex é um ícone mundial da sofisticação e, segundo a Forbes, é a marca mais valioso do setor relojoeiro. Fundada na Inglaterra em 1905, ela acabou migrando para a Suíça pouco tempo depois. Hoje tem uma presença forte no esporte, especialmente tênis e Fórmula 1. Quer ser dono de um Rolex? Isso vai custar pelo menos uns US$ 4 mil. Mas você pode multiplicar esse valor por 5 vezes — ou até mais — caso sua carteira permita. O Oyster Perpetual Yacht-Master Everose, por exemplo, sai por US$ 23 mil.

Marcas de relógios mais desejadas

  1. Rolex
  2. Omega
  3. Tag Heuer
  4. Cartier
  5. Breitling
  6. Patek Philippe
  7. Longines
  8. IWC
  9. Rado
  10. Hublot
  11. Panerai
  12. Chanel
  13. Vacheron Constantin
  14. Audemars Piguet
  15. Jaeger-LeCoultre

Menções honrosas (outras marcas de relógio)

Se você é aficcionado por relógios, deve ter sentido falta de certos nomes, como Louis Moinet ou Piaget. O motivo é que elas não são tão conhecidas fora do círculo da alta relojoaria e o ranking da World Watch Report mediu a popularidade geral das marcas de relógio. Por isso, bora fazer uma menção honrosa a elas.

Nesse panteão de excelência, A. Lange & Söhne e Piaget brilham com um esplendor distinto. A. Lange & Söhne, renascida após a reunificação alemã, carrega consigo o legado da precisão saxônica, celebrando a meticulosa artesania desde 1845. Seus movimentos complexos e designs que equilibram a sofisticação com a sutileza, estabelecem a marca como um símbolo de prestígio e inovação técnica.

Piaget, por outro lado, originária da Suíça em 1874, destaca-se não apenas na relojoaria de alta precisão mas também na criação de peças que desafiam as fronteiras entre relógios e joias, oferecendo um espetáculo de luxo e design. Ambas as marcas representam o auge do que o mundo da alta relojoaria tem a oferecer, atraindo colecionadores que buscam peças que são verdadeiras obras de arte em função e forma.

Entre as menções honrosas, Louis Moinet, não apenas merece destaque, mas também ocupa um lugar especial na história como o inventor do cronógrafo. Sua marca, que leva seu nome, é sinônimo de inovação e exclusividade, produzindo relógios que são verdadeiras raridades.

Blancpain, estabelecida em 1735, é reconhecida como a mais antiga marca de relógios em operação contínua no mundo, e seu compromisso com a tradição relojoeira é evidente em cada peça meticulosamente fabricada, unindo o respeito pela arte ancestral com a busca incessante pela inovação.

Breguet, fundada em 1775, é outra joia da coroa da relojoaria, conhecida por suas inúmeras inovações e pelo refinamento estético de seus relógios, que há séculos adornam os pulsos da nobreza e dos conhecedores.

Por fim, Chopard e Roger Dubuis são nomes que ressoam com exclusividade e excelência no design e inovação. A Chopard, conhecida tanto por suas criações relojoeiras quanto por suas peças de joalheria, fundiu esses dois mundos com uma maestria ímpar desde 1860, trazendo ao mercado relógios que cativam tanto pelo seu mecanismo quanto pela beleza estética.

Roger Dubuis, embora mais recente, estabelecida em 1995, rapidamente se firmou como um ícone da relojoaria moderna, desafiando convenções com seus designs audaciosos e calibres de manufatura que refletem tanto a tradição quanto a vanguarda da mecânica relojoeira.

Estas marcas, cada uma à sua maneira, elevam o campo da alta relojoaria, não apenas pela sua habilidade técnica, mas também pela sua capacidade de inspirar admiração e respeito entre aqueles que valorizam o tempo como a mais preciosa das joias.

Felipe D'Anconia
Felipe D'Anconia
Navegando entre livros e terras desconhecidas.