Bíceps perfeito? Eis o grande mito sobre a forma dessa musculatura

Eventualmente alguém me pergunta que exercício fazer para o pico do bíceps, ou para ele ficar mais redondo. Mas é possível dar forma ao bíceps?

Já respondo de cara: não, isso não é possível.

Então qual a explicação para os diferentes formatos? Como melhorar esse aspecto?

A explicação para os diferentes formatos de bíceps é a genética! Depende de onde está a inserção da sua musculatura. Ou seja, não há exercício que vai trabalhar o pico do seu bíceps, afinal, durante a contração você trabalha todas as fibras daquela musculatura e não somente as que estão no “meio”.

Mas se há prescrições nesse sentido, qual a ciência por trás delas? Nenhuma.

Não há nada que você possa fazer para mudar a aparência do seu bíceps quanto ao formato. O que você pode fazer é pensar de uma maneira mais inteligente em como distribuir o estímulo na musculatura.

Um belo exemplo é a falta de estímulo nas musculaturas do antebraço, do braquial e do tríceps, em algumas maneiras de realizar os exercícios.

O excesso de uso de strap (luvas ou utensílios para se amarrar nos equipamento e não ter que fazer força segurando) acaba por não fortalecer o antebraço, em consequência ele fica mais fino. Além disso, a pessoa deixa também de realizar um estímulo nos braços.

O braquial é uma musculatura muito importante que normalmente é ignorada, já que as pessoas preferem investir nas roscas “diretas”. Ocorre que essa musculatura, quando bem trabalhada, dá uma aparência mais larga ao bíceps, além de, por ser mais forte (normalmente) que o bíceps braquial, permite movimentação de uma carga maior.

Ou seja, trabalhar o braquial influencia no bíceps também (bons exercícios para essa área são rosca martelo com halteres e rosca martelo no cabo).

biceps2

Além do mito sobre o formato, as pessoas também se enganam, geralmente, quanto à importância do bíceps para o tamanho do braço.

Geralmente se mede o bíceps levando em consideração a circunferência do braço. Mas aí mora um grande engano, porque 2/3 do braço é tríceps. Ou seja, o tamanho do tríceps contribui mais para o aumento da circunferência do que o bíceps.

E por último, para complementar, é importante lembrar que o aumento do tamanho dos braços (e de qualquer outra musculatura) virá sempre acompanhado de um aumento geral da massa muscular. Isso significa que é preciso ganhar alguns quilos no corpo todo.

Justamente por esse motivo, um programa de treinamento global e uma dieta adequada são mais importantes que somente o estímulo local nas musculaturas – ainda que a intenção seja focar no bíceps.

Então esqueça essa história de modificar o formato do bíceps – trabalhe o melhor possivel para desenvolvê-lo conforme sua genética permite!

Se você quiser umas dicas, já fizemos um texto com os melhores exercícios para o bíceps. Só que não se esqueça que por vezes caímos numa estagnação de resultados por falta de variação de estímulo. Quando isso acontece, é preciso mudar os exercicios. Aí você pode se inspirar nesses 6 exercícios para turbinar seu bíceps.