Como a vida imita o xadrez: 10 lições que o jogo dos reis nos ensina

Comprei o livro Xeque-Mate (no título original How Life Imitates Chess) por acaso. Eu procurava numa livraria alguma obra sobre poker ou sinuca que eu ainda não tivesse lido. E, como não achei nada, pulei para a prateleira de cima. Xadrez.

Meu conhecimento sobre o esporte era quase nulo – eu sabia as regras e já tinha ouvido falar numa meia dúzia de jogadores famosos. Só. Acabei, então, escolhendo o primeiro título que encontrei do russo Garry Kasparov, tido como o maior enxadrista do mundo.

Para resumir a história, terminei o livro em três dias e, logo na manhã seguinte, encomendei mais seis outros sobre xadrez. Fiquei apaixonado pelo jogo. E o responsável por isso, além do xadrez e sua beleza em si, foi Xeque-Mate.

O livro é uma ótima entrada para o mundo dos tabuleiros; Kasparov dá um breve perfil sobre os principais enxadristas da história, fala sobre a importância política que o jogo desempenhou durante a Guerra Fria, comenta as principais estratégias do esporte.

E acima de tudo, traça um paralelo entre o xadrez e a vida. Ok, pode parecer coisa de autoajuda. Mas Xeque-Mate está longe disso. O que Kasparov faz é demonstrar como algumas estratégias básicas do jogo podem ser aplicadas à carreira, principalmente.

Selecionei, então, 10 trechos escritos pelo ex-campeão mundial, que deteve o título entre 1985 e 2000, que achei mais interessantes e que podem ser inseridos em nosso dia-a-dia:

1# A CAPACIDADE DE SE ADAPTAR É CRUCIAL

“Você não se torna o campeão mundial de xadrez sem a capacidade de executar diferentes estilos de jogo quando necessário. Às veze você é forçado a lutar em terrenos estranhos; e não dá para simplesmente correr quando as condições não são do seu agrado.”

2# MUDAR A ESTRATÉGIA DEMAIS É IGUAL A NÃO TÊ-LA

“As mudanças são essenciais. Mas elas só devem ser feitas após uma consideração cuidadosa e por uma boa causa. Apenas quando o ambiente tem uma alteração brusca você deve descartar sua estratégia inicial e mudar para uma nova. Siga o seu plano, com pequenos ajustes ao longo do caminho.”

3# É PRECISA UNIR ESTRATÉGIA E TÁTICA

“Há um ditado que afirma: planejamento sem ação é fútil, ação sem planejamento é suicídio. Para dar os passos certos, você precisa saber aonde quer chegar. Se a estratégia representa o fim, a tática representa os meios.”

4# SE UM HOMEM POSSUI TALENTO E NÃO O USA, ENTÃO FALHOU

“As grandes realizações são alcançadas por pessoas que unem o talento ao trabalho duro. Daí a importância de se esforçar mais do que os outros se você quer ir longe.”

5# ORIGINALIDADE É FUNDAMENTAL

“Cada mente aborda um problema de forma diferente, porque ela traz um conjunto singular de experiências. E experiência não é o que acontece com um homem, mas como ele reageao que acontece com ele. Praticamente toda grande descoberta humana foi resultado de um conhecimento anterior, trabalho duro e um pensamento sistemático para fugir do comum.

6# O SUCESSO É INIMIGO DO SUCESSO FUTURO

“A complacência é perigosa. Satisfação leva a falta de vigilância, erros e oportunidades perdidas. O velho ditado ‘Se não está quebrado, para que arrumar?’ deve ser deixado para os encanadores.”

7# PARA QUE TER MEDO DE ERRAR?

“Já dizia o fundador da IBM que, se você está buscando o sucesso, deve dobrar a sua taxa de erros. Se você não está falhando pelo menos ocasionalmente, é porque não está assumindo os riscos de inovar. Sem um risco genuíno, é quase impossível progredir.”

8# A AMBIÇÃO É BOA

“Quem disputa uma corrida querendo ficar em segundo? Quem cresce sonhando em ser o vice-presidente? Limitar nossas ambições é limitar nossas realizações.”

9# É PRECISA CONVIVER COM A PRESSÃO

“Sentir-se apreensivo sob pressão é natural; quando ficamos calmos demais frente a um desafio é que algo está errado. Isso quer dizer que não estamos arriscando o suficiente. Alcançar o sucesso evitando desafios não é uma realização que deve dar orgulho a ninguém.”

10# A CRISE NEM SEMPRE É RUIM

“Num de seus discursos, Kennedy observou que a palavra chinesa para crise era composta por dois caracteres: um significando perigo, o outro oportunidade. Descobriu-se depois que isso não é exatamente verdade, mas o conceito é perfeito.”

VÍDEOS EM DESTAQUE: