Como organizar uma despedida de solteiro em 6 passos

Seu melhor amigo resolveu, enfim, juntar as escovas de dente — e marcou a data do casamento? Isso é uma ótima notícia!

Significa que ele encontrou sua metade da laranja para compartilhar as alegrias (e dificuldades) da vida; vai rolar uma festança para celebrar; e é também uma oportunidade de vocês organizarem uma despedida de solteiro épica.

Então seja um bom padrinho e veja o nosso guia em 6 passos de como preparar uma viagem, festa, house party memorável em homenagem ao noivo.

1# LEMBRE-SE: O OBJETIVO É CELEBRAR A AMIZADE

Esqueça aquelas despedidas de solteiro dos filmes cheias de aventuras sexuais e grandes loucuras. O objetivo aqui é os amigos curtirem a companhia do noivo, para todo mundo se divertir sem preocupação e dar risada junto.

Não interessa se vai rolar balada, ou poker, ou videogame. Tanto faz. O importante é a companhia. Os solteirões – e os malandrinhos da turma – podem ir atrás de mulher em todos os outros dias do ano. A despedida de solteiro é uma celebração da amizade, acima de tudo. Não é preciso envolver mulheres no rolê para ser legal.

Esse tipo de despedida, com presenças femininas, talvez crie depois uma bola de neve de mentiras que, eventualmente, pode ferrar o relacionamento de alguém. Lembre-se disso e converse como todo mundo antes, para não rolar nenhum problema depois.

2# CRIE UM GRUPO NO WHATSAPP

Isso aqui vai facilitar bastante a organização. Fique você como administrador e vá adicionando apenas os amigos que confirmarem a presença na despedida, para acertarem os detalhes da viagem ou festa. Nada de inflacionar o grupo com pessoas que não vão, senão pode ter muita dispersão nas conversas.

3# PLANEJE COM ANTECEDÊNCIA

Uma viagem de despedida costuma ser mais memorável do que apenas uma festa, porque não é somente uma noite de celebração e, sim, várias noites e vários dias. No mínimo vocês vão curtir um fim-de-semana inteiro de sexta a domingo. Mas vocês podem cogitar também um feriado prolongado, por que não?

Se vocês marcarem com alguns meses ou, pelo menos, algumas semanas de antecedência, dá para todo mundo se organizar para ir (deixando a data reservada na sua agenda) e se preparar financeiramente. A chave é o planejamento.

Agora, se o pessoal estiver muito curto de grana, vocês podem fazer algo na própria cidade, como uma festa ou uma house party. Não tem problema. Ainda assim vai ser bastante legal, pode ter certeza.

4# ORGANIZANDO A VIAGEM

Para economizar dinheiro, veja se alguém da turma tem uma casa na praia. Isso facilita bastante. Se não tiver, a melhor alternativa é alugar um imóvel no Airbnb. Se vocês pesquisarem com antecedência, dá para fechar a casa por um bom preço, ainda mais dividindo entre vários amigos.

O litoral é a escolha perfeita, porque tem o mar para vocês curtiram durante o dia. Mas vocês podem cogitar também uma casa no campo. Será menos divertido? Talvez um pouco. Mas no final das contas, o mais importante é a companhia, como já falamos acima.

Não se esqueça de checar se na cidade vai rolar alguma balada ou festa que bate com a data da viagem. Assim a despedida vai ficar mais animada.

Lembrem-se, também, de levar coisas para se divertirem: carne para o churrasco, fichas de poker, baralho, jogo de tabuleiro, videogame, raquete de frescobol, bola de futebol… Vale de tudo que a galera gosta.

4# SE PREPARANDO PARA A FESTA

Seja durante a viagem ou na própria cidade, a festa também deve ser bem planejada. Pesquisa com bastante antecedência uma festa legal – e cobre todo mundo para comprar o convite sem enrolar, para não correr o risco de ninguém ficar de fora. Uma ideia legal? Fazer numa festa à fantasia. Sempre rende altas risadas.

Tem gente que gosta de contratar uma van para fazer o transporte casa/festa com todo mundo junto. Mas hoje em dia, dá para facilitar isso chamando um Uber.

A única coisa que não pode combinar é bebida e direção, em hipótese alguma. Já deixe todo mundo avisado, porque sempre tem aquele cara na turma que, mesmo trançando as pernas, diz: “Eu tô bem para dirigir, relaxa.” Se necessário, pegue a chave dos carros e esconda em algum lugar.

5# MONTANDO A HOUSE PARTY

Uma alternativa para a festa é organizar uma house party na casa de alguém. Não precisa ser um festão de cinema, com 200 convidados e champanhe jorrando de uma fonte no jardim. Relaxa. Menos é mais. O ideal é ter a presença apenas dos amigos mais próximos, para não virar bagunça.

Comprem alguns engradados de cerveja, botem um som no rádio, coloquem uma carne na churrasqueira e, se for do agrado da turma, organizem um poker baratinho, para todo mundo participar mesmo que não saiba jogar direito.

E lembre-se, a presença (ou não) de mulheres na festa é algo que necessariamente deve ser combinado com a turma toda. E, especialmente, com o noivo. Sério. Nada de surpresas. Isso pode causar problemas sérios para o relacionamento de alguém.

6# A DESPEDIDA DELAS

Agora chegamos a um ponto fundamental da despedida, que poderia ser um empecilho para os planos: as namoradas e esposas da galera. Muitas ficam loucas de ciúmes, por achar que vai rolar a maior libertinagem da história.

O negócio é tranquilizá-las em relação a isso, dizendo que a ideia é apenas reunir os amigos para curtir um tempo juntos, sem nenhuma sacanagem – e também sugerir que elas façam uma despedida, por que não? Se vai ser divertido e memorável para vocês, vai ser para elas também.

A melhor opção é os dois grupos (da noiva e do noivo) marcarem suas respectivas despedidas para a mesma data, não interessa se é uma viagem ou apenas uma festa. Assim ninguém fica em casa na sofrência, se sentindo deixado de lado enquanto o parceiro está na curtição.

VÍDEO EM DESTAQUE