Como ser mais interessante: 5 lições dos homens renascentistas

Poucos períodos da humanidade foram mais formidáveis do que o Renascimento. Entre o final do século XIV e o início do XVII, a Europa foi o centro de uma revolução cultural, artística, científica e filosófica que mudaria para sempre o nosso mundo. Foi neste momento em que os homens renascentistas floresceram. Um exemplo? O rei Henrique VIII, da Inglaterra: culto, atlético e sedutor.

Outro caso notável é o de Leonardo da Vinci, considerado o renascentista definitivo. Ele destacou-se numa variedade de campos: foi um inventor brilhante, um dos maiores pintores da história e grande estudioso da ciência. Além disso, reza a lenda que Leonardo era também célebre pela sua força e beleza.

Pode-se dizer, em suma, que os homens renascentistas eram polímatas – alguém cuja área de conhecimento estende-se a vários campos. Até hoje essa é uma característica admirada em nossa sociedade. Tê-la significa uma notável vantagem competitiva na carreira e, claro, nos relacionamentos. Então fizemos um breve guia dos 5 passos para você tornar-se um homem renascentista:

1# ARTES

homens renascentistas como ser mais interessante

Uma das virtudes essenciais dos homens renascentistas é a paixão pelas artes. O primeiro passo é interessar-se pelo assunto. O ideal, no entanto, é ir além disso e praticar também. A palavra “arte” pode causar uma impressão tediosa nas pessoas. Mas não se engane: não estamos falando que você precisa visitar todos os museus da cidade. A escrita, a música, a gastronomia e o cinema também fazem parte deste mundo. Alguns caminhos possíveis:

  • Aprender um instrumento
  • Comprar um cavalete e arriscar-se na pintura
  • Criar um blog para escrever
  • Inscrever-se numa aula de culinária

Ou faça tudo isso, quem sabe? Mas não se limite à esfera prática. Compre livros e pesquise na internet mais sobre o assunto. Conheça a vida dos grandes artistas da humanidade e aprecie as suas obras.

2# ESPORTE

homens renascentistas como ser mais interessante

O rei Henrique VIII, já citado aqui no texto, era louco por arte. Mas ele não perdia a oportunidade de sair de casa, sempre que possível, e fazer esportes. Algumas das modalidades preferidas dele? Tênis, justa, wrestling, caça e arquearia. Que tal seguir seu exemplo? Marque com a turma um futebol semanal, matricule-se numa aula de tênis e pare de faltar à academia.

Não adiante ter uma mente saudável se o seu corpo está definhando. O investimento na saúde é sempre bem-vindo. O esporte, além disso, tem um forte apelo social. Você pode convidar aquele possível investidor para uma partida de golfe, o que ajudará muito para o negócio se concretizar. E por que não chamar a garota que você está paquerando para passear de bicicleta no parque?

3# CULTURA

homens renascentistas como ser mais interessante

Como no caso da arte, o termo “cultura” talvez assuste. A ideia aqui é simples: estude muito para atingir todo o seu potencial na carreira. Na época do Renascimento, o grande foco deles era a ciência. Como hoje existem centenas — ou milhares — de profissões, cada pessoa tem um foco diferente. Então você é advogado? Engenheiro? Médico? Saiba absolutamente tudo o que pode da sua área e não se contente com a mediocridade.

Mas não se limite ao trabalho. Estude filosofia, aprenda diversas línguas, conheça as melhores cervejas artesanais do Brasil, compreenda a fundo a política nacional. Deixe a superficialidade para os outros e brilhe verdadeiramente em qualquer conversa.

4# ESTILO

homens renascentistas como ser mais interessante

Para exemplificar este ponto, vamos pegar um exemplo da ficção: James Bond. O espião britânico é um bom caso de homem renascentista. Ele basicamente sabe tudo sobre qualquer coisa: dirige com habilidade, jogar poker como ninguém, não perde uma briga, fala inúmeras línguas e assim por diante.

Ah, sim: e também está sempre vestido de acordo com a ocasião. Bond vai para uma festa de gala? Coloca um smoking impecável. Bond vai jogar golfe? Bota uma camisa polo e malha. Vai dar um pulo à praia? Manda ver na sunga, mesmo

Júlio César, o ditador romano, dizia: “À mulher de César não basta ser honesta, deve parecer honesta.” O mesmo serve para nós. Não basta ser um homem renascentista, é preciso parecê-lo também.

5# VIDA SOCIAL

homens renascentistas como ser mais interessante

De nada adianta ser o homem perfeito se você não tem amor à vida. Afinal, todas as lições aqui citadas têm como intenção nos ajudar a viver melhor. A nossa maior batalha, portanto, é aprimorar a vida social: viaje, passeie, vá a festas. Se inspire nos homens renascentistas

Apenas não cometa o erro de virar um homem autocentrado e arrogante. Não se ache superior a ninguém. Isso te afastará de todos e é a fórmula da infelicidade. Como bem sabemos, é impossível ser feliz sozinho.

Então seja próxima da sua família, valorize os seus amigos e aproveite cada momento com as mulheres. A ideia por trás do Renascimento é que o nosso desenvolvimento pessoal não tem limites. Que tal investir, portanto, na compaixão também?

VÍDEO SOBRE OS HOMENS RENASCENTISTAS