inveja como lidar

Inveja: como lidar com esse sentimento tóxico?

Thiago Sievers
Thiago Sievers Head de Parcerias

Chega mais. Você já sentiu uma vontadezinha secreta de ver uma pessoa se dando mal? Não que você desejasse que a vida dela acabasse, mas um pequeno fracasso lhe provocaria uma felicidade oculta? Já sentiu? Hein? Sim, sim, estamos falando da inveja. E você conhece muito bem esse sentimento. Aliás, quem não conhece? Todo mundo sente inveja. Isso é universal. Tanto é assim que é categorizada com um dos sete pecados capitais.

O QUE É A INVEJA

Você, eu e todo mundo sabemos que a inveja é desejar aquilo que o outro tem, seja uma habilidade, uma qualidade moral ou algo material. Mas, na verdade, a inveja é um pouco mais do que isso, afinal, quando admiramos alguém, não podemos negar que desejaríamos também ter aquilo que a pessoa possui.

A inveja se caracteriza quando, percebendo que não conseguiremos alcançar o que o outro tem, desejamos que ele se dê mal. Seja como for, mas que ele se ferre. Logo, se uma pessoa tem uma beleza invejável, eu não vou esfolar a cara dela sem motivos, mas posso começar a falar mal dela despretensiosamente para diminui-la.

POR QUE TEMOS INVEJA

E por que desejamos tanto o sucesso alheio? Por conta de uma necessidade inerente ao ser humano. Você já deve ter ouvido falar de Maslow, um psicólogo do século passado. Ele ficou conhecido por desenvolver uma teoria chamada de Piramide das Necessidades.

Nela o psicólogo traçou cinco níveis, sendo que aqueles que estão na base da pirâmide são os mais básicos. Repare que a partir do terceiro nível as necessidades passam a ser de ordem social, ou seja, de convivência:

piramide

Então aquele seu desejo de se sentir aceito pelos outros não é apenas um desejo, mas uma necessidade. Me diz aí, como é que você se sente quando posta alguma coisa e ninguém curte?

Então quando a gente vê uma pessoa se dando super bem em um aspecto que nós consideramos importante para a nossa autoestima, vem aquele sentimentozinho: “Eu quero isso aí”. E se você se vê muito distante de alcançá-lo, surge o desejo de tirá-lo do outro. “Se eu não posso ter, ninguém terá”.

O EFEITO DA INVEJA EM NOSSO CÉREBRO

O curioso é que a ciência descobriu que o lugar no cérebro onde se manifesta o sentimento de inveja é o mesmo onde se manifesta a dor. Por isso que ser invejoso é ruim para cacete. Se não bastasse, o sentimento que temos quando vemos o objeto de nossa inveja se dando mal é acionado pela região do prazer em nosso cérebro. Agora tá tudo explicado, né?

O problema é que viver assim é uma grande prisão, porque você só vai ser feliz quando o outro se ferrar. Gente, que vida é essa? Ninguém merece.

COMO LIDAR COM A INVEJA

Como se livrar disso então? É o que todo mundo quer saber. A primeira coisa de tudo é admitir que você sente inveja. Pode parecer algo simples, mas não é, porque admitir que sentimos inveja é quase como admitir que somos fracassados. Então se você não se acha invejoso, tente perceber se tem algum prazer quando alguém se dá mal em algo. Se sim, você é invejoso.

Depois que você perceber que sente inveja, precisa entender por que sente. Somente entendendo você será capaz de superar isso.

Mas a melhor dica é se aceitar como você é. Entenda que você jamais será bom em tudo. Isso é impossível. E se vale de consolo, ninguém é bom em tudo. Nem a pessoa que você mais inveja. Em algo ela é terrível. Ela também tem tristezas, sofrimento e essas coisas de ser humano.

Foque-se mais em si e menos nos outros. Desenvolva as suas capacidades para melhorar e não para superar os outros.

Temos aqui no El Hombre um texto entitulado “pare de se comparar com os outros e foque em você”, no qual explicamos por que um dos caminhos mais rápidos para detonar a sua autoestima e ser infeliz é se comparando com os outros. Valeu muito a pena ler.

VÍDEO EM DESTAQUE