fbpx
domingo, junho 16, 2024
InícioModa masculinaEstiloJeans: qual é a diferença entre calça slim e calça skinny?

Jeans: qual é a diferença entre calça slim e calça skinny?

Se você é alguém que prefere vestimentas que valorizem mais o contorno do seu corpo, mas se encontra em um dilema sobre se deve optar por calças do tipo slim ou as ainda mais ajustadas (calça skinny), você veio ao lugar perfeito. Hoje, vamos mergulhar profundamente nas características distintivas dessas duas populares modelagens de calças, esclarecendo todas as dúvidas que você possa ter.

Há não muito tempo, os termos “slim” e “skinny” eram praticamente inexistentes no universo da moda masculina. Dominava então a calça jeans de corte reto, uma peça tradicional que, apesar de clássica, não se molda aos contornos da perna, resultando em um caimento que deixa a desejar na região da canela e do tornozelo. Foi nesse contexto que as calças slim e skinny emergiram como alternativas contemporâneas, prometendo uma silhueta mais elegante e afinada ao corpo masculino.

Enquanto ambas as modelagens se propõem a oferecer um visual mais moderno e ajustado, cada uma possui suas peculiaridades e melhores formas de uso, adaptando-se de maneira única ao estilo e às preferências individuais.

Mas, afinal, quais são as verdadeiras diferenças entre esses dois modelos tão comentados e como eles podem realçar seu tipo físico de maneiras distintas? Vamos explorar as características, vantagens e considerações de cada tipo, para que você possa fazer a escolha mais acertada, garantindo que sua aparência esteja sempre em sintonia com as tendências atuais, sem abrir mão do conforto e da autoexpressão. Este guia completo não só resolverá suas dúvidas, mas também ampliará sua visão sobre como a moda masculina evoluiu para abraçar a diversidade de formas e preferências, proporcionando assim uma oportunidade de realçar a beleza natural do corpo masculino com elegância e estilo.

Calça slim: o que é?

A palavra “slim” significa “fino” em português. Portanto, as calças que seguem essa modelagem são mais ajustadas ao corpo do que o jeans tradicional, afunilando de acordo com as linhas da sua perna. Isso resulta num visual mais proporcional e estiloso. No universo da alfaiataria — blazers, costumes, camisas — o padrão slim também é sinônimo de elegância e bom gosto. Você quer se vestir melhor? Leve todas as suas calças retas para uma costureira ajustar, deixando-as com uma modelagem mais slim. Essas peças são incrivelmente versáteis, perfeitas para looks casuais com sneaker, bota, etc. Aí a questão é escolher a cor e a lavagem que combinam mais com o seu estilo.

calça skinny calça slim jeans
A calça slim masculina é bastante versátil

Calça skinny: o que é?

A calça skinny, por sua vez, é tipo uma versão acentuada da slim. Em português a palavra significa “magrelo”. Ela é mais justa e colada ao corpo, especialmente na região da canela. Parece até uma legging, marcando bastante as formas da perna. Em homens magros pode cair legal. Mas se você estiver acima do peso, ou for musculoso demais, o jeans skinny talvez dê uma aparência apertada. Neste caso, é melhor apostar na modelagem slim que comentamos anteriormente. Se você optar pelo jeans skinny, tome cuidado para não comprar um modelo exageradamente justo, porque aí o seu look pode ficar excessivamente chamativo. Lembre-se de que, no universo da moda masculina, menos é mais.

calça skinny calça slim jeans
A calça skinny pode ficar estilosa, mas é preciso tomar cuidado para não comprar um modelo exageradamente justo

Outra modelagens de calça jeans masculina

Além das famosas calças slim e skinny, o mundo da moda masculina oferece uma variedade de outros caimentos que se adaptam a diferentes tipos de corpos, estilos e preferências pessoais. Um desses estilos é a calça jeans de corte reto, ou “straight”, que se mantém como uma escolha clássica e atemporal. Este modelo possui um caimento uniforme da cintura até a barra, sem aderir excessivamente ao corpo.

Outra opção popular é a calça jeans “bootcut”, especialmente desenhada para acomodar botas, como o próprio nome sugere. Este estilo se caracteriza por ser ajustado nas coxas e levemente alargado a partir do joelho até a bainha, criando espaço suficiente para que as botas possam ser usadas por baixo das calças sem dificuldades. Esse tipo de caimento é ideal para homens que desejam um look mais criativo e fashionista.

Não menos importantes é a modelagem “relaxed”. Ela é reconhecida por seu ajuste mais solto em todo o comprimento, garantindo máximo conforto e liberdade. Ideal para dias casuais ou para quem prioriza o conforto acima de tudo, com um toque de streetwear ao visual. Cada um desses estilos traz suas próprias vantagens, permitindo que os homens escolham o caimento que melhor atende às suas necessidades e preferências de estilo.

Curiosidades sobre a calça jeans

Origem como calça de trabalho

A calça jeans, um ícone indiscutível do vestuário mundial, carrega uma história rica e fascinante que se estende por mais de um século. Originalmente concebida como uma peça de vestuário resistente para mineiros e trabalhadores durante a Corrida do Ouro na Califórnia, em meados do século XIX, a calça jeans transcendeu suas origens utilitárias para se tornar um símbolo de rebeldia, juventude e, eventualmente, um item básico da moda global. A invenção do jeans é frequentemente creditada a Levi Strauss e Jacob Davis, que receberam a patente em 1873 por uma técnica de reforço dos pontos de tensão das calças de trabalho com rebites de metal, uma inovação que revolucionou a durabilidade da roupa.

Ícone da rebeldia

Ao longo dos anos, a calça jeans sofreu várias transformações, refletindo as mudanças culturais e sociais de cada época. Nas décadas de 1950 e 1960, por exemplo, se tornou um símbolo de juventude rebelde, graças a ícones do cinema e da música como James Dean e Elvis Presley, que as usavam como uma declaração de estilo pessoal. Essa associação com a rebeldia fez com que o jeans fosse, por um tempo, banido em escolas e outros estabelecimentos, consolidando ainda mais seu status de ícone cultural.

Inovações tecnológicas como o zíper

Curiosamente, a evolução do jeans também reflete mudanças tecnológicas e inovações na indústria da moda. Por exemplo, a introdução do zíper em substituição aos botões na década de 1930 marcou uma mudança significativa no design das calças jeans, oferecendo maior praticidade aos usuários. Além disso, o desenvolvimento de técnicas de lavagem e tratamento do denim na segunda metade do século XX abriu caminho para uma ampla variedade de estilos e acabamentos, desde o desbotado “acid wash” até os modernos jeans “rasgados” e “desgastados”.

Globalização do jeans

Outra curiosidade interessante é a globalização do jeans, que começou como uma peça de vestuário específica da cultura americana e se expandiu para se tornar um elemento essencial do guarda-roupa em praticamente todas as partes do mundo. Essa universalidade do jeans pode ser atribuída à sua durabilidade, conforto e versatilidade, capazes de transcender barreiras culturais, econômicas e sociais. Hoje, independentemente da idade, gênero ou nacionalidade, é quase certo que cada pessoa possui pelo menos um par de jeans, um testemunho da incrível jornada dessa peça desde as minas de ouro da Califórnia até os guarda-roupas globais.

Felipe D'Anconia
Felipe D'Anconia
Navegando entre livros e terras desconhecidas.