Nós, seres humanos, somos facilmente seduzidos por promessas de ganhar algo rapidamente. Ganhar dinheiro rápido. Ganhar conhecimento rápido. Ganhar músculos rápido. Qualquer coisa.

Eventualmente, você pode até atingir esse objetivo. É raro? Sim. Mas possível. Só que para isso, tem que buscar atalhos. E, em algum momento, você vai pagar o preço por ter escolhido o menor caminho em vez do melhor.

Dificilmente você ganhará dinheiro rápido sem recorrer a artifícios malandro. E resultados rápidos na academia? Nada que um coquetel de anabolizantes não resolva. Em relação ao conhecimento, você pode ler resumos dos grandes livros na internet, em vez das obras inteiras.

Até que é fácil, né? Só que essa ilusão não se sustenta no longo prazo.

No caso do dinheiro, você será preso ou vai falir em algum momento; os anabolizantes vão detonar sua saúde com o tempo; e quando você conversar sobre determinado assunto com alguém que realmente entende dele, perceberá que suas leituras de resumo só te trouxeram conhecimento superficial.

As verdadeiras conquistas na vida exigem esforço. Suor. Dedicação. Tempo. Só que poucas pessoas estão dispostas a pagar esse preço — e acabam recorrendo para aquelas estratégias sedutoras que comentamos anteriormente.

Por isso acabam não saindo do lugar ou, pior, dando alguns passos para trás. Como lidar com essa tentação do ganho rápido para, de fato, se desenvolver de forma consistente? É aí que a filosofia do 1% a cada dia pode nos ajudar.

KAIZEN, A FILOSOFIA DA MELHORA CONTÍNUA

Os japoneses têm uma palavra própria para descrever essa filosofia que defende uma melhora lenta e contínua em nossas vidas: Kaizen.

Essa cultura nasceu depois da 2ª Guerra Mundial, quando o país enfrentava uma forte crise econômica. Eles encararam a questão com grande sabedoria, buscando retomar o crescimento um passo por vez. E, assim, o Japão foi se tornando a potência econômica tal como conhecemos hoje.

Não tardou para o Kaizen passar a ser aplicado, também, por pessoas que queriam mudar de vida.  Passos grandes são intimidadores; às vezes ignoramos uma boa ideia por acreditar que ela seria inatingível. E talvez no curto prazo, fosse mesmo.

Mas e se você avançasse 1% todo dia nesse projeto? Pode até parecer pouco, mas no longo prazo, os resultados são fantásticos. E, o melhor de tudo, é um ganho consistente.

Vamos pegar um exemplo? Livros. Muita gente diz que adoraria ler mais, só que não tem tempo. Realmente, quando você pega um livro de 300 páginas na mão, ele pode intimidar. Mas digamos que você se comprometa a ler 20 páginas por dia, o que vai levar de 15 a 30 minutos mais ou menos, dependendo do seu ritmo. Qualquer pessoa tem esse tempo disponível no dia. Se não tiver, basta tirar no WhatsApp ou do Instagram. Não vai afetar a sua rotina, concorda?

Pois bem. Com essa modesta meta, em apenas duas semanas você terá terminado o livro. E conseguirá ler dois livros por mês. E 24 por ano, o que não é nada mal. Os benefícios deste hábito para a sua carreira — e vida como um todo — serão grandes. Tudo dando um pequeno passo diário, que no caso são 20 páginas.

Quando encaramos um desafio com essa mentalidade de reparti-lo em pequenas doses graduais, fica muito mais fácil de ter sucesso na missão. Os grandes saltos resultam, normalmente, em grandes quedas futuras. Os atalhos são sedutores, mas não nos levam longe.

Que tal em vez disso você tentar ser 1% melhor a cada dia e crescer de maneira sólida, consistente, duradoura? Fica a reflexão.

VÍDEO EM DESTAQUE