Monster Hunter

“Monster Hunter”, com Milla Jovovich, é pura ação!

O diretor Paul W.S Anderson e a atriz Milla Jovovich parece que saíram de outro mundo. Principalmente o diretor, que apresenta agora seu novo projeto, Monster Hunter. Seu currículo conta com vários filmes adaptados dos videogames, como Mortal Kombat (1995), a franquia Resident Evil (2002 a 2017) e Castlevania (2007). Todos eles possuem uma coisa em comum: grandes cenas de ação, mas uma história frustrante para os fãs.

Uma coisa é inegável na carreira de Paul W.S Anderson, ele tem seu próprio estilo em adaptar estas histórias para a telona. Por mais que a maioria dos filmes não agradem os fãs, ele sempre está de olho em franquias que possam ser uma mina de ouro. Para aumentar a lista de filmes feitos pelo diretor, estreia hoje (25/02) em todo país Monster Hunter, adaptação do game que deve agradar quem curte cenas de ação.

A HISTÓRIA DE “MONSTER HUNTER”

“Paralelo ao nosso mundo, existe outro: um mundo de poderosos e perigoso monstros que controlam seus territórios com ferocidade mortal. Quando a Tenente Artemis (Milla Jovovich) e seu esquadrão de elite são transportados através de um portal que liga os dois mundos, eles vão ser confrontados com a experiência mais chocante de suas vidas. Em sua desesperada tentativa de voltar para casa, a corajosa tenente encontra um caçador misterioso (Tony Jaa), cujas habilidades únicas permitiram com que ele sobrevivesse nessa terra hostil. Enfrentando incansáveis e aterrorizantes ataques dos monstros, os dois guerreiros se unem para lutar contra eles e encontrar um meio de voltarem para casa.”

Mosnter Hunter
Cena do filme em que tenente Artemis (Milla Jovovich) enfrenta monstro gigante

O QUE ESPERAR DO FILME?

Já adianto que Monster Hunter não é uma adaptação fiel ao game. O jogo nasceu em 2004, sendo lançado no PlayStation 2, e de lá pra cá conquistou uma legião de fãs em enfrentar monstros com armas e armaduras diferentes. Já no filme, a história é simples, levando o telespectador em uma viagem louca e barulhenta.

Em 1h40 de filme, a tenente Artemis (Milla Jovovich) desafia as leis da gravidade, da física e da vida humana. Em determinada cena, depois de cair de penhascos e sofrer golpes de monstros, tira de seu bolso uma barra de chocolate completamente inteira. Talvez seja isso que o longa queira nos mostrar: não importa a lógica das coisas, o que importa é se divertir vendo monstros gigantescos em ação. Levando por este lado, Monster Hunter cumpre seu papel.

O fato do filme se distanciar do game original pode deixar os mais fanáticos frustrados. Mas nem tudo é decepção. Além da participação dos monstros do próprio jogo, o longa insere algumas surpresas que vai deixar os apaixonados pelo game felizes. Já para quem não conhece nada que envolva a história original, poderá ficar um pouco perdido, já que não é apresentado muita coisa daquele universo.

No final das contas, Monster Hunter acaba sendo mais um filme baseado em game que tinha tudo para dar certo, mas que se perde em não encontrar um meio termo para o telespectador. Se você procura um filme com monstros e ação de perder o fôlego, Monster Hunter é a escolha certa. Porém, é uma pena que o filme se resuma somente a isso, porque tinha potencial para muito mais…

LEITURAS COMPLEMENTARES

Matérias do El Hombre relacionadas ao assunto que você pode gostar também: