Morar junto ou casar: qual vale mais a pena?

Morar junto ou casar? Eis a grande questão.

Antigamente, era tabu um casal morar junto antes do casamento. Mas hoje em dia, é cada vez mais comum os casais jovens se unirem sem união civil ou religiosa.

Essa tendência não só é comum no Brasil, como também em muitos outros países.

Hoje vamos falar um pouco sobre as vantagens dessa decisão.

SE CONHECENDO MELHOR

Quando o assunto é casamento, você precisa estar seguro de que quer ficar com aquela pessoa (teoricamente) pelo resto da vida.

Claro, sempre existe a possibilidade do divórcio.

Mas esse é um processo muito mais complexo e desgastante do que simplesmente devolver um apartamento alugado, no qual vocês estão vivendo, e cada um ir para o seu lado.

Morar junto permite a um casal se conhecer melhor antes de tomar a decisão mais definitiva do casamento.

Afinal, há muitas coisas que você só aprende sobre a sua parceira vivendo sob o mesmo teto.

morar-junto

É bom conhecer antes os hábitos, atitudes e costumes que a pessoa tem em casa, já que eles podem te assustar por completo.

Aí você pode se adaptar a esses hábitos; ou conversar com sua parceira para mudá-los; ou se nenhuma das estratégias funcionar, talvez seja um sinal de que vocês são incompatíveis mesmo. Neste caso o jeito é melhor dizer adeus logo.

O mesmo serve para as suas atitudes que incomodam ela, óbvio.

Morar junto também ajuda a definir o grau de convívio do casal. Às vezes um parceiro gosta de ficar mais agarradinho, o outro precisa de mais espaço e isso pode gerar uma crise série entre os dois.

Assim, vocês se permitem saber se é isso que querem para as suas vidas.

BASE FINANCEIRA

Mesmo que vocês estejam decididos a se casar, há ainda outro empecilho: o dinheiro.

O custo é alto. Bem alto. Em geral, gasta-se alguns (ou vários) meses do salário de ambos para fazer a festa.

Aí pinta a dúvida: vale a pena investir tanta grana em uma única noite?

Ou seria melhor usar esse dinheiro para viajar? Ou arrumar uma casa? Ou até abrir um negócio?

Morar juntos permite que vocês possam estabelecer metas financeiras não só para a cerimônia ou a recepção de casamento, mas como também para o futuro de ambos.

Resumindo, morar junto não apenas possibilita a um casal se conhecer mais profundamente, como também se estabelecer financeiramente antes de firmar uma união oficial, seja ela só no civil ou uma cerimônia completa.

VÍDEOS EM DESTAQUE