Os 21 cortes de cabelos masculinos mais populares dos últimos 70 anos

Pedro Nogueira
Pedro Nogueira Editor-Chefe

Que tal um passeio pela história dos cabelos masculinos? O site americano “Hairstyle On Point” fez um infográfico sensacional com os 21 cortes mais populares dos últimos 70 anos.

E não pense você que os mais antigos estão, necessariamente, obsoletos. Pelo contrário. A moda masculina é cíclica. Às vezes um penteado que fazia sucesso meio século atrás volta com tudo hoje.

É o caso, por exemplo, do pompadour ou quiff, que também atendem pelo nome de “topete” no Brasil, que estourou com o Elvis nos anos 50 e virou tendência de novo.

Claro que é melhor passar longe de certos cortes presentes neste infográfico. Tipo o mullet, sucesso nos anos 80, que hoje em dia é sinônimo de mau gosto. Mas alguns podem te inspirar, quem sabe?

anos50

Começando pela década de 1950, temos três movimentos distintos. O “Side Part” oferece um estilo mais sério, com o cabelo curto, alinhado e penteado para o lado. Como aqueles atores clássicos de Hollywood usavam. Aí temos o “Pompadour”, ou topete, que teve como grande símbolo Elvis Presley, e o rebelde “Messy Slickback”, adotado por James Dean, no qual você deixa o seu cabelo “cuidadosamente bagunçado” para trás.

anos60

Os Beatles foram um ícone dos anos 1960 e a franja que eles usavam também. O nome do corte virou inclusive “Beatles Cut”. Nesta mesma época o movimento hippie ganhou força, popularizando o penteado “Freedom Fro”, que é livre, longo e desencanado. Enquanto isso a ala conservadora usava o “Executive Slickback”, igual ao adotado por Don Draper em “Mad Men”.

anos70

A rebeldia dos Rolling Stones e outros roqueiros popularizou o estilo “70’s Rockstar”, com o cabelo longo e bagunçado. Mas a franja dos Beatles continuou em alta, numa variação chamada “Mop Top”, um pouco maior nas laterais e com grandes costeletas. Não podemos também esquecer da cena disco, né? O “Disco Standard” trazia fios bem compridos e volumosos, de preferência com um bigode para acompanhar.

anos80

Se os roqueiros dos anos 70 já tinham cabelo comprido, na década seguinte o “80’s Rockstars” foi ainda além, com os fios ultrapassando os ombros. Pense em Axl Rose, por exemplo. Temos também o encaracolado “Jerry Curls”, estilo Michael Jackson, e o “Mullet”, curto na frente e em cima, porém longo aos lados e atrás.anos90

Nos anos 90 tivemos a explosão das Boy Bands e o “Spike Frosted Tips”, com o cabelo pontudo para cima, bombou entre a geração mais nova. O quadradão “Flat Top” de Will Smith também foi um símbolo da década, assim como o bagunçado “Curtained Heart Throb”, de Leonardo DiCaprio.

anos2000

Avançando um pouco no tempo, o “European Fauxhaw”, ou moicano para os brasileiros, virou uma tendência fortíssima dos anos 2000, tendo David Beckham como um dos seus maiores nomes. A franja voltou forte com o “Teen Mop Top” de Justin Bieber, e temos também o “Guido Blowout”, penteado para cima e com muito gel para segurar o cabelo.

anos2015Eis que chegamos aos dias atuais — e você, certamente, já deve estar familiarizado com os cortes acima, que fizeram todos muito sucesso recentemente. O “Undercut” traz o cabelo bem curto nas laterais e com volume maior em cima; o “Man Bun” é o coque masculino; e o “Top Knot” é uma espécie de híbrido entre os dois, com cabelo curto dos lados e comprido em cima, finalizado com um coque atrás.