Um guia de como combinar sapato e cinto

Desde que nós, homens, colocamos o primeiro par de sapatos no pé, ouvimos do nosso pai, irmão mais velho, vendedor ou seja lá quem estiver mais perto para avisar: “A cor do sapato e do cinto precisam combinar.”

Isso vem sendo repetido há tanto tempo porque, bem… É verdade. Mas ao contrário do que se pregava antigamente, os tons não precisam mais ser exatamente iguais.

Marrom escuro com escuro? Café com café? Avermelhado com avermelhado? Não necessariamente, senhores. A etiqueta antiga ditava isso: combinação total entre as peças. A nova, no entanto, permite um pouco mais de variação entre os tons.

A linha clássica tem seu charme, especialmente quando a ocasião é formal. Mas se a situação permite alguma ousadia, você pode acrescentar uma certa dose de contraste ao look.

Olha só como as duas fórmulas funcionam bem:

TONS IGUAIS DE MARROM

marrom1

TONS DIFERENTES DE MARROM

marrom2

Mas certas coisas nunca mudam. Uma delas? Misturar preto com marrom é uma má ideia. Se o marrom for tão escuro que só alguém com TOC poderia reparar, aí você pode se safar. Mas o nosso objetivo aqui não é “se safar” e sim ficar mais estiloso, certo? Então deixe essa ideia de lado, cavalheiro. O sapato marrom pode ser flexível. O preto, não.

preto

E quanto aos looks casuais? Como combinar cinto e sapato neste caso? Aqui não existem regras fixas. Se você está de jeans ou sarja, é uma questão de bom gosto. Apenas lembre-se que se você usar um dockside ou sneaker, um cinto social ficará deslocado dentro do contexto geral. Melhor apostar num modelo mais informal:

casual

Para resumir, então:

  1. Preto e marrom juntos são uma péssima ideia
  2. O marrom é mais flexível, você pode misturar tons semelhantes
  3. Looks casuais permitem combinações mais ousadas
  4. Sapato social pede cinto social; sapato casual pede cinto casual

Uma palavra final? O cinto é um acessório super estiloso. Mas se você quiser dar uma variada no look (ou estiver sem opções de combinação) pode deixá-lo de lado, até mesmo em ocasiões formais. Isso gera um efeito bem contemporâneo, como você pode conferir aqui:

sem2

sem