Homens feios e altruístas são mais atraentes do que os bonitos e egoístas, diz estudo

Naturalmente você é um cara bacana, que pensa no bem dos outros e se desdobra para ajudar as pessoas. Até que vem um amigo, bate no seu ombro e diz: “Meu camarada, elas gostam é dos bad boys”. E você se perde na vida.

Mas, ei, há um erro de interpretação nessa história.

Quando todos — até a ciência — dizem que elas não gostam de caras bonzinhos, estão falando do nosso comportamento dentro da relação. As moças ficam de olhos aberto quando nós somos exageradamente mansos com elas.

Inclusive já falamos aqui no EL HOMBRE sobre a diferença entre ser um “homem bonzinho” e “cavalheiro”. Basicamente é isso:

O homem bonzinho é um cara que age de maneira legal por uma carência afetiva. A raiz de suas atitudes é egoísta. Ele é inseguro. Por isso agrada uma mulher (ou qualquer outra pessoa) para ter a sua atenção e afeição, com atitudes aduladoras.

(…) Já o cavalheiro é um homem seguro emocionalmente. Ele é feliz sem a mulher, mas acredita que pode ser mais ainda na sua companhia. Por isso gosta de agradá-la, mas não hesita em discordar dela quando acha necessário.

Deu para notar diferença?  O “bonzinho” vai concordar com tudo o que uma mulher fizer — mesmo que seja algo ruim, tipo agir de uma maneira preconceituosa. Já o “cavalheiro” será sempre gentil com ela, mas se posicionando educadamente de acordo com suas próprias convicções.

As palavras “gentileza” e “bajulação” são coisas totalmente diferentes, por mais que algumas pessoas insistam em confundir.

E, de fato, os “bonzinhos” não fazem sucesso com as mulheres, como provou um estudo que já demos aqui no site.

Agora, o que uma outra pesquisa descobriu é que as mulheres acham os homens cavalheiros mais atraentes. Contraditório? Nem um pouco, pois aqui estamos falando de altruísmo.

MAIS IMPORTANTE DO QUE BELEZA

O trabalho envolveu 200 mulheres que analisaram a foto de 24 homens. Em anexo às imagens vinha uma descrição com as atitudes de cada cara — algumas altruístas e outras nem tanto, tipo comprar um sanduíche para um morador de rua ou passar reto por ele despreocupadamente.

O resultado? O altruísmo é tão importante para elas que chegou a influenciar o nível de atração que sentiram pelos rapazes. Os experimentos mostraram que muitas mulheres escolheram um cara nem tão bonito que ajudava os outros a um homem boa pinta mas egoísta.

Os relacionamento de longo prazo foram considerados na pesquisa, então as mulheres foram questionadas nesse sentido ao responderem as perguntas. Significa que elas pensaram somente em homens para casar? Não! O estudo fala de physical attractiveness — que, para ficar mais claro, nós traduziríamos por “vontade de transar”.

Estão entendendo? Deixemos que os pesquisadores esclareçam:

“Homens que se mostraram apenas altruístas foram classificados como mais atraentes do que os homens que se mostraram apenas bonitos.”

Ou seja, o estudo está dizendo que se você puder ser ou bonito ou altruísta, é melhor escolher a segunda opção, caso deseje ser mais atraente para as mulheres. Nada mais justo. Afinal, ser uma boa pessoa depende apenas da nossa vontade.

E aí, há espaço para um trabalho voluntário na sua agenda ou não?