fbpx
domingo, junho 16, 2024
InícioLifestyleFitness5 princípios de treinamento físico praticado por atletas profissionais e amadores

5 princípios de treinamento físico praticado por atletas profissionais e amadores

A prática regular de atividades físicas é fundamental para promover a saúde e o bem-estar, sendo uma peça-chave na busca por um estilo de vida equilibrado. No âmbito do treinamento físico, é essencial compreender e aplicar os princípios fundamentais que norteiam essa prática, garantindo não apenas resultados eficazes, mas também a segurança e a sustentabilidade a longo prazo.

Dessa forma, os princípios do treinamento físico desempenham um papel crucial ao orientar o planejamento, a execução, a consolidação e o controle da preparação de um atleta, seja ele amador ou profissional. Vale ressaltar que além da parte fisiológica e estrutural, existe também o cuidado com a parte psicológica, sobretudo quando falamos de atletas profissionais que precisam performar em grandes palcos onde precisam lidar com a pressão de toda indústria do esporte, além de um “assédio” de torcedores que se informam através de portais de notícias e sites especializados, como os de apostas.

Mas quais são os 5 princípios mais utilizados por atletas amadores e profissionais? Nesse artigo, nós falaremos mais sobre cada um deles.

Individualidade biológica

A condição física e as exigências individuais desempenham um papel crucial tanto para longevidade, quanto na formulação de um plano de condicionamento físico personalizado, visando atender às características e necessidades únicas de cada pessoa. Nesse contexto, o princípio da individualidade biológica é essencial para respeitar as condições de cada praticante, assegurando que o programa seja elaborado de acordo com seus objetivos, necessidades e desejos específicos.

Princípio da gradualidade

Refere-se à progressão do atleta mediante o incremento gradual dos estímulos aplicados, visando romper com a homeostase, o estado de equilíbrio natural do organismo. Essa abordagem influencia diversas variáveis, como tempo, intensidade, frequência e tipo de exercício, com o objetivo principal de impor uma carga superior à anterior, promovendo assim um avanço na capacidade física. Em outras palavras, consiste em tornar o treinamento mais desafiador por meio do aumento da carga, do volume (duração ou distância), da intensidade e da complexidade dos exercícios, entre outros fatores.

Princípio da adaptação

O princípio da adaptação postula que a repetição constante de um movimento ou exercício tende a torná-lo mais fácil com o tempo, uma vez que a prática regular de uma habilidade ou atividade resulta em maior facilidade de execução.

treinamento físico

A adaptação é responsável por explicar por que os iniciantes em exercícios muitas vezes experimentam dores musculares ao iniciar uma nova rotina, mas, ao longo de semanas e meses praticando o mesmo exercício, essas dores diminuem ou desaparecem. É importante ressaltar que o princípio da adaptação sempre considera as necessidades individuais de cada praticante.

Interdependência volume x intensidade

O princípio da interdependência entre volume e intensidade propõe que, para aprimorar o nível de condicionamento físico, o praticante precisa realizar ajustes constantes na intensidade e na duração de sua rotina de treinamento, gradualmente elevando tanto o volume quanto a intensidade dos exercícios.

Diversas pesquisas indicam que uma progressão segura pode ser alcançada ao aumentar a capacidade cardiorrespiratória e muscular em aproximadamente 10% a cada período de 10 dias, sendo essa uma abordagem geralmente adequada para a maioria das pessoas.

Princípio da reversibilidade

O princípio da reversibilidade destaca a importância de não apenas alcançar a forma física desejada, mas também de manter constantemente o condicionamento físico. Quando os indivíduos interrompem a prática de exercícios, ocorre uma perda de efeitos do treinamento e de massa muscular em um período relativamente curto (cerca de 10 a 15 dias). No entanto, os efeitos do “destreinamento” podem ser revertidos ao retomar o treinamento, evitando que o praticante entre em estagnação física ou total despreparo.

Assim, a manutenção do condicionamento só é efetiva quando há continuidade nas atividades e exercícios físicos, evitando prolongadas pausas que possam comprometer os ganhos obtidos.

Redação El Hombre
Redação El Hombrehttps://www.elhombre.com.br
O El Hombre é um portal de lifestyle para o homem contemporâneo com mais de 5.000 artigos sobre estilo, carreira, fitness e muito mais. Fale conosco pelo email [email protected]