Como estudar online: 6 dicas poderosas

A internet pode ser uma grande aliada — ou inimiga — de quem deseja estudar online. Por um lado, ela oferece uma série de distrações que dificulta bastante a tarefa de mantermos o foco. Por exemplo? Notificação do WhatsApp, séries da Netflix, feed do Instagram… É fácil perder tempo vagando por aí. Por outro lado, a internet é uma fonte de informações sem limites. Então se você souber usá-la com sabedoria, fugindo das tentações e das fake news, pode expandir muito seus horizontes. No texto de hoje, reunimos 6 dicas poderosas de como estudar online. Confira a seguir:

1# DETERMINE SEUS OBJETIVOS

Como diz aquela velha máxima: “Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe para onde quer ir.” Qual é o seu objetivo com os estudos? Passar no vestibular? Prestar um concurso público? Se desenvolver como profissional? Simplesmente expandir o conhecimento sobre assuntos que te interessam? Ao definir esse propósito com clareza, você conseguirá se planejar melhor para estudar com foco.

2# MONTE UM PLANEJAMENTO

Agora que você já sabe onde quer chegar, é hora de montar um planejamento para os estudos. As instituições de ensino não desenvolvem um conteúdo programático para os cursos à toa. Eles servem como um norte para guiar as aulas. Faça uma lista dos tópicos e subtópicos que você pretende estudar nos próximos 6 meses, que servirá como referência para você.

3# DEFINA OS DIAS E HORÁRIOS DE ESTUDO

Como bem sabemos, não é fácil criar novos hábitos. Mas há algo que pode ajudar nesse desafio: montar uma programação. Defina os dias e horários em que você vai se dedicar aos estudos. Trate isso como um compromisso sério com o seu “eu futuro”.

Você com certeza vai enfrentar o dilema entre estudar ou ver Netflix, por exemplo. Como derrotar a tentação? Pense o seguinte: “Daqui um ano, qual decisão será mais benéfica para mim?” Não estamos dizendo para você parar de ver séries completamente. Pelo contrário, eles são uma ótima diversão. Apenas lembre-se de que há hora para tudo.

4# TENHA O SEU “CANTINHO” PESSOAL

O ambiente pode ajudar — ou atrapalhar — a nossa concentração. Estudar no meio da bagunça não costuma ser muito favorável para o desempenho. Por isso crie um “cantinho” de estudo, num espaço calmo e silencioso, com objetos de decoração que te motivam.

5# PESQUISE FONTES CONFIÁVEIS

Ok, agora você já está devidamente preparado para estudar online. Mas e as fontes? Essa é a etapa mais importante de todas. Se você buscar informações nos canais errados, em vez de ficar mais inteligente, é provável que ocorra o oposto. Por isso separamos alguns conselhos especiais abaixo.

➤ LIVROS: Não há fonte mais confiável de estudos do que os livros. E a boa notícia? Eles nunca estiveram tanto ao nosso alcance como hoje. Existem hoje vários aplicativos para smartphone em que você pode comprar ebooks, como o Amazon Kindle, o Apple Livros e o Google Play Livros. A vantagem do livro digital é que eles costumam ser mais baratos e você baixa na hora. Mas se você preferir o papel, pode encomendar em lojas online como a Amazon ou a Saraiva. Antes de escolher um livro, lembre-se de ver o review dele e de ler resenhas na internet, para saber se de fato é um título de qualidade.

➤ CANAIS DO YOUTUBE: O YouTube pode ser um excelente aliado de quem quer estudar online. Desde que você escolha os canais corretos, claro. Existem muitos produtores de conteúdo que espalham informações erradas por aí. E a razão é bem simples: eles não entendem do assunto que estão falando. Por isso vá atrás dos especialistas. Quer aprender história, por exemplo? Busque canais produzidos por professores de história. Senão, a chance é alta de você cair numa cilada e consumir fake news. A regra vale para todos os tópicos. Muito cuidado com os falsos gurus.

➤ SITES DA INTERNET: Se você pesquisar no Google, encontrará vários sites de conteúdo didático, que são excelentes para expandir seu conhecimento. Mas a mesma regra do YouTube, que citamos acima, vale para este caso. Busque credibilidade. Saiba quem é a equipe que produz o site e pesquise reviews sobre ele. Em relação aos blogs, é melhor fugir, pois qualquer pessoa pode criar um. A não ser que seja de um expert reconhecido do tema.

➤ WIKIPEDIA: A Wikipedia é uma das maiores fontes de informação da internet, mas é preciso usar com cautela, pois ela é feita de forma colaborativa. Se você quer checar tópicos científicos, dificilmente haverá algo errado, mesmo com a Wikipedia não sendo 100% à prova de erros. Mas assuntos polêmicos — como geopolítica — devem ser tratados com cautela redobrada. O ideal nesse caso é ler o verbete em inglês, porque a equipe de administradores e moderadores é muito maior do que em português.

➤ QUORA: Você já ouviu falar no Quora? É um site de perguntas e respostas, onde as informações são produzidas, editadas e organizadas pelos próprios usuários. Quando você tiver alguma dúvida específica, pode buscar auxílio por lá. Existem alternativas como o Yahoo Answers e Reddit, mas para tópicos sérios, a qualidade das informações é superior no Quora.

Como vivemos na era das fake news, crie o hábito de fazer um “double check” nas questões mais relevantes. Se você ficar inseguro em relação a algo que viu ou leu, veja se alguma outra fonte de credibilidade diz a mesma coisa. Mais importante do que a quantidade de informações que você acumula é a qualidade elas. Lembre-se disso ao estudar.

6# FAÇA CURSOS ONLINE

Para finalizar, não poderíamos esquecer dos cursos online. Existem várias opções disponíveis na internet — os gratuitos, os baratos e os caros. Qual fazer? Aí depende do seu objetivo e do seu orçamento. O importante mesmo é não cair no conto do vigário, porque o que mais existe na internet são os cursos caça-níqueis, especialmente os sobre ganhar dinheiro. Pesquisa bastante as referências e o currículo do professor antes de se matricular.

Curtiu essas dicas de como estudar online? Então você talvez goste também do nosso vídeo sobre criar hábitos: