Como adotar o método 50-15-35 às finanças pessoais

O dia 5º do mês deveria ser um momento de alegria para todos. Afinal, é quando o nosso querido salário entra na conta. Mas às vezes, ao abrir o holerite, a sensação que temos é a contrária: de frio na barriga. Um verdadeiro pesadelo, porque você descobre que tem mais contas para pagar do que dinheiro. Por isso, hoje vamos apresentar o método 50-15-35 para organizar as suas finanças pessoais.

ADOTANDO O MÉTODO 50-15-35

De uma forma muito prática, esse método defende que, para ter mais controle financeiro, você deve dividir seu dinheiro de acordo com as prioridades e nunca extrapolar o orçamento mensal:

  • 50% em gastos essenciais (moradia, transporte, educação, saúde, alimentação)
  • 15% em economia (previdência, poupança, investimentos)
  • 35% em estilo de vida (academia, bares, roupas, comer fora)

Isso diminui a chance de você torrar seu dinheiro com coisas desnecessárias. Claro que na teoria parece fácil, mas para que o plano dê certo, temos que aprender a gastar com moderação, o que não é tão simples assim. É sobre isso que falaremos a seguir.

50-15-35

PENSANDO NO LONGO PRAZO

A cabeça do ser humano está acostumada a pensar no curto prazo. Quando passamos 6 meses e não vemos uma melhora expressiva no dinheiro que estamos guardando, é comum colocar tudo a perder no shopping ou numa festa.

Aqui o plano é dar continuidade. Você não pode ter pressa, deve criar um costume. Nos meus planos estratégicos, acredito que 15% para guardar ainda é pouco, mas isso não é o mais importante. Que seja 5% apenas, não faz problema. O negócio é aprender a dar continuidade ao processo.

É importante ter um plano futuro, como comprar uma casa, um carro ou abrir seu negócio próprio. Melhor ainda se conseguirmos evitar os juros altos e parcelamentos longos.

Para ter controle financeiro, a grande regra é esta: basta começar. Ninguém precisa ficar rico fazendo isso, mas acredito que todos nós devemos estar preparados para os acontecimentos futuros, pois ninguém sabe o que o tempo nos reserva.

VÍDEO EM DESTAQUE