Testosterona: 5 dicas para aumentar a sua

Você sabe o que é testosterona? Trata-se do principal hormônio sexual masculino, que influencia diretamente questões como a massa muscular, o tom da voz, os pelos corporais — e o nosso desempenho sexual, claro. Uma curiosidade? As mulheres também possuem testosterona, mas numa quantidade bem menor do que os homens.

A partir dos 30 anos, mais ou menos, a nossa produção de testosterona começa a diminuir. E esse processo vai se acelerando conforme envelhecemos. Mas existem alguns hábitos que podem nos ajudar a manter os níveis do hormônio mais elevados. Confira a seguir 5 dicas científicas para aumentar naturalmente a sua testosterona:

1# DURMA PELO MENOS 7 HORAS POR NOITE

Primeira dica? Durma bem. Pesquisadores da Universidade de Chicago descobriram que, quando dormimos poucas horas à noite, os nossos níveis de testosterona diminuem. O ideal é não ficar abaixo de 7 horas, como já falamos aqui no El Hombre.

2# MANTENHA UMA DIETA BALANCEADA

Prestar atenção à alimentação é muito importante. Um estudo do jornal Clinical Endocrinology revelou que homens obesos possuem entre 40% e 50% menos testosterona do que aqueles dentro do peso ideal. Por isso manter uma dieta balanceada é muito importante.

3# EXERCITE-SE COM FREQUÊNCIA

Quer outra dica para manter seus níveis de testosterona em alta? Uma pesquisa da Universidade de Belgrado afirmou que os exercícios físicos — especialmente treinos de força — são benéficos para esse objetivo. Então se matricule na academia e comece a fazer musculação com regularidade.

4# CONTROLE O ESTRESSE

Elimine a ansiedade da sua vida. Níveis elevados de cortisol, conhecido como o “hormônio do estresse”,  afetam negativamente a nossa testosterona, segundo a Universidade do Texas. Aqui no El Hombre ensinamos dois métodos que podem ajudá-lo a diminuir a ansiedade: um envolvendo leitura e outro respiração.

5# TOME SUPLEMENTOS, SE NECESSÁRIO

excesso de testosterona em nosso organismo também é prejudicial à saúde, sabia? Como em tudo na vida, o ideal é encontrar um equilíbrio. As dicas que demos acima são para manter os níveis altos de maneira natural, mas sem exagero. Você só deve buscar suplementação caso isso seja receitado por um médico, depois de fazer exames, para ele avaliar se realmente é necessário. A automedicação é um perigo.

VÍDEO EM DESTAQUE: