Deslocamento em dorsoflexão: exercício educativo #6

Um dos problemas mais comuns entre os corretores é a famosa “canelite” (ou Síndrome de Estresse do Tibial Medial), que é uma inflamação do principal osso da canela, a tíbia, ou de seus tendões e músculos.

Ela ocorre, principalmente, devido a um aumento no volume de treinamento. Mas também pode ser ocasionada por falta de preparo muscular.

É possível prevenir esse tipo de incômodo por meio de um trabalho de fortalecimento das musculaturas que amortecem o impacto da passada.

O grande problema desse fortalecimento é a dificuldade em colocar uma sobrecarga para trabalhar essa musculatura. Até existem máquinas que ajudam a realizar o movimento, mas é comum ver sua utilização de maneira incorreta. Além disso, nem sempre as pessoas têm acesso a uma academia com esse tipo de equipamento.

Mas existem outras formas de fortalecer as musculaturas do tibial. Uma opção são corridas com inclinação. E outra opção é o exercício que vamos ensinar hoje: o deslocamento em dorsoflexão.

Para realizar esse movimento você simplesmente irá retirar os dedos do pé do solo, mantendo o peso do corpo sobre o calcanhar, sem flexionar os joelhos. É preciso sentir a musculatura ao lado do osso da canela contraída.

Assim como no exercício educativo “deslocamento na ponta dos pés”, aqui a progressão acontecerá em relação à distância percorrida, ao tempo do deslocamento, ou ainda em relação à dificuldade do movimento (realizá-lo lateralmente ou de costas, por exemplo).

Progressão

10 metros ou 15 segundos de deslocamento

20 metros ou 30 segundos de deslocamento

10 metros ou 15 segundos de deslocamento indo de frente e voltando de costas

publicidade